O povo ganhou?

De quem foi a verdadeira vitória sobre a não ida do SAC do Teixeira Mall para o PATIOMIX? Foi do povo mesmo? É bom perguntar, pois o que há de oportunista eleitoral pongando em tal vitória não tem conta. Gente que apoia candidatos, partidos políticos e políticos eleitoralmente comprometidos e um valhacouto de gente mal intencionada, presa no reboque do apelo popular.

O Povo ganhou mesmo ou ainda poderemos ter surpresas?

E a justiça moral?

Onde está a honestidade intelectual de quem acusou o prefeito João Bosco de ter tramado a ida do SAC para o PATIOMIX? Como não reconhecer agora que ele lutou para que isso não acontecesse e, junto com o povo do bem, a situação conseguiu ser revertida? Talvez o dinheiro que João Bosco ganhou sem ser corretor tenha sido usado para comprar sacos de risadas com que estão sendo vaiados os caluniadores.

A lei do retorno é a mais forte.

Bati panela

Noite do dia 24 de fevereiro, programa do PT, Lula falando. Acabou a fala do presidente, fui à cozinha, peguei uma panela velha, uma colher de pau carcomida e fui para a porta de casa fazer barulho. Era meu protesto pela delicadeza da fala do Lula. Ele falou pouco, foi manso com bandidos e nazistas e por isso me contrariou. Queria o velho Lula combativo dos tempos do ABC ou das duas campanhas para presidente, mostrando os podres dos adversários e os atacando na jugular e com a verdade, o que eles não fazem.

Achei a fala do presidente delicada e por isso bati minha velha panela.

Eu e meia dúzia de coxinhas, por motivos diversos, no resto do Brasil.

Panelando

Por falar em bater panelas, procurei denodadamente por notícias sobre o baticum que era esperado durante o programa do PT. Em vão. Os jornalões mal citaram o fato. Houve ou não o panelaço? Ou será que o pessoal cansou de estragar as bem tratadas mãos e resolver aquietar-se?

Em S. Paulo, conta-se, não foi possível bater as panela, pois elas estavam ocupadas com a merenda escolar.

Um espanto que, para as investigações de corrupção sobre o governo tucano, não vem ao caso.

Deu no IG

“O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), acolheu pedido feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) para arquivar menção ao ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, feita em delação premiada colhida no âmbito da Operação Lava Jato.”

Valeu, Wagner.

Nutricionista

Há quem não dê um tostão de mel coado pelas vidas dos assassinos que mataram a nutricionista Camila dos Santos Lopes, 29 anos. Camila tem parentes na Polícia Federal e na Polícia Civil que estão revoltados com o crime. Rafael de Jesus Lima, de 25 anos, acusado de matar a nutricionista, e Anderson Vieira Lopes, 29, que teria comprado o veículo da vítima por R$ 4 mil, foram agredidos por outros presos na noite de domingo, 21 de fevereiro.

O que vem por aí não se sabe.

Do túnel com Jean Racine

“A minha única esperança está no meu desespero.”

 “Ela flutua, ela hesita: em suma, ela é mulher.”

 “Entrego-me cegamente ao impulso que me arrasta.”

 “O vício, tal como a virtude, cresce em passos pequenos.”

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui