O poder da graça

“Pois sou o menor dos apóstolos e nem sequer mereço ser chamado apóstolo, porque persegui a igreja de Deus. Mas, pela graça de Deus, sou o que sou…” (1 Coríntios 15.9-10a)

Quem somos? Há tantas forças que nos modelam a vida! Há fatos que estão fora de nossa possibilidade de influência. Nascemos em lugares, condições e como filhos de pais que não poderíamos escolher. Alguns nascem em condições excelentes, de pais que ansiaram e sonharam com sua chegada; que leram e se prepararam para serem os bons pais. Há outros que chegam em condições completamente adversas. Rejeitados mesmo antes de nascerem, vitimas de violência e desamor quando eram completamente indefesos. Tudo isso é muito complexo e compõe a história de pessoas. Há motivos para sermos quem somos. Por outro lado, há quem pareça ser completa e totalmente responsável por ser quem se tornou, pelas escolhas, atitudes e, as vezes, oportunidades desprezadas.

O Evangelho é um ponto fora da curva. Ele fala da intervenção de Deus. Uma intervenção caracterizada, não pela avaliação de nossas razões, culpas ou méritos, mas pelo amor e graça. A graça é filha do amor e é o lugar adequado para cada um de nós e para todos nós. O espaço da graça é a misericórdia. A graça é lugar adequado para os prejudicados e os que se prejudicaram. Nela também há lugar para os felizardos e bem sucedidos. Ela nos iguala como pecadores – gente em desalinhamento com Deus – e nos propõe novos caminhos.

A graça é uma nova estrada, que nos leva a ser outra pessoa; que recolhe as lentes que a história nos deu e as substitui pelas lentes que veem Deus e seu amor. As cores da vida mudam e os fatos são reinterpretados. Tudo muda com a graça, porque a graça nos muda! Os culpados, os vitimados pelo mal, os privilegiados, os esforçados e os desanimados, todos podem vir a ser o que jamais seriam por si somente. E, como Paulo, quando a graça nos alcança e nos reencaminha, nos reinventa e redefine, superamos o que fizemos, o que nos fizeram, o que tivemos e o que nos faltou. E a graça está ofertada, porque Deus nos amou e enviou Seu Filho. E, entre nós, Seu Filho nos convidou: Venham a mim! Aprendam de mim! Encontrem descanso!

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui