Nossos desejos e nossa felicidade

“Quem examina cada questão com cuidado, prospera, e feliz é aquele que confia no Senhor.” (Provérbios 16.20)

Arquimedes disse: deem-me uma alavanca e eu moverei o mundo! Mas com uma alavanca e sem o desejo de mover o mundo, nada seria feito. O que move o mundo são os desejos humanos. Os desejos são uma bênção… mas não todos! Há desejos de todos os tipos: bons e maus, verdadeiros e enganosos, promissores e temerários. Os desejos estão sempre com pressa, como crianças mimadas. Alguns são excelentes, outros precisam ser contidos e atendidos somente no momento certo. Há os que devem receber um sonoro “não” de nossa parte. Mas sabemos que isso não é fácil. Ser mais feliz em 2015 dependerá de nossa capacidade de mostrar nosso senso de direção, administrando nossos desejos. É importante entender que realizar mais desejos não nos fará necessariamente mais felizes.

Há uma oração que raramente Deus atendeu quando a fiz: “Senhor, tira de mim esse desejo”. Se Deus nos atendesse nesse tipo de oração nos tornaríamos infantis, um fracasso ético. Existir e desejar são coisas inseparáveis. O que precisamos é aprender a ser éticos, corretos. Sábios ao lidar com nossos desejos. Podemos ficar ricos, famosos e mesmo poderosos sem uma boa ética, mas jamais seremos felizes. Deus não ouve aquele tipo de oração, porque nos criou com a capacidade de escolher eticamente diante da vida. Nos criou e modo que podemos ser mais responsáveis e fazer o que sabemos que é certo e não apenas o que desejamos.

Sem prazer não dá para viver. Mas há prazeres que podem destruir nossa vida! Estar satisfeito não é ter tudo, é saber escolher e valorizar o melhor. Os desejos desconhecem esses princípios e chegarão sempre nos pedindo mais, pedindo tudo e pedindo agora! Quem faz tudo que deseja não é livre. É um escravo que se gaba de suas cadeias, como se fossem ornamentos. Livra-se delas quem é responsável e avalia com cuidado o que faz. Para isso precisamos da graciosa presença de Deus, diariamente. Lembre-se: o temor do Senhor é o princípio da sabedoria (Pv 1.7). Em 2015, busque mais a Deus e avalie melhor os desejos que atenderá. Se Deus não puder aprovar o seu desejo, você jamais será feliz ao realiza-lo.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui