No Arraiá do Projeto Amar só entra quem é do bem e quer ver o amor se multiplicar

No Arraiá do Projeto Amar só entra quem é do bem e quer ver o amor se multiplicar. Foto divulgação

Há quatro anos, um grupo de amigos decidiu institucionalizar o amor em Teixeira de Freitas e para isso criou um projeto, o qual batizaram de Projeto Amar. Como o nome sugere, passaram a criar eventos e tomar iniciativas que envolvem abraços, sorrisos, rosas, sopa quente, reconstrução de casas e outras formas de expressar o amor. Agora, esse grupo – que está ainda maior – decidiu que o projeto Amar precisa de uma casa.

A sede servirá ao grupo como ponto de apoio para reuniões, planejamentos, almoxarifado. Tudo para otimizar os trabalhos e impactar ainda mais pessoas. E, como casa nova requer recurso, a ideia foi criar o Arraiá do Projeto Amar. Já com data marcada. A festança será às 19 horas do dia 28 de julho, sábado, no Clube Kaikan (em frente ao Campus X da Uneb).

A ideia criativa e divertida, será ainda mais eficiente à medida que a comunidade aceitar o convite para a festa. os ingressos custam apenas R$ 20,00 e podem ser adquiridos com os voluntários do projeto, na Uniasselvi e na Sul Piscinas.

Para tornar o plano realidade, os voluntários do projeto foram em busca de parceiros. E mais uma vez o círculo do bem foi fortalecido. Disseram sim ao “Amar”, a Faculdade Ead Uniasselvi Pólo Teixeira de Freitas, Tropical Beer Devassa, Grupo Ceolin Fiat, Autoplan Autopeças, Corcovado Granitos, Eclipse Acessórios, Vida Nova Tur, Sicoob, Bongusta Indústria de Massas e Sul Piscina.

Para a coordenadora de Marketing da Uniasselvi, Michele Ribeiro, a faculdade aceitou o convite porque “fazer parte do que é bom e fortalece nossa comunidade é um compromisso da Uniasselvi Pólo Teixeira de Freitas. Aceitamos o convite de parceria com muita alegria e nos sentimos honrados em ajudar a construir essa história tão bonita”. Entre as atrações do Arraiá estão as bandas Savana e Gabiru.

Segundo Breno Rebouças, o coordenador do projeto Amar, a conquista da sede vai ampliar as atividades e será “ essencial para proporcionar capacitações com crianças, além de desenvolver o trabalho de economia criativa para as famílias se tornarem cada vez mais autônomas e independentes financeiramente, o que torna as pessoas mais confiantes, dispostas e aptas para o mercado”.

Por: Michele Ribeiro/Ascom

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui