Mutirão de catarata: 3,3 mil atendimentos e 500 cirurgias gratuitas em três dias

alt

Mantendo a média de mais de 1 mil atendimento ao dia, o mutirão de catarata “Saúde Sem Fronteiras” chegou ao final do seu terceiro dia, nesta terça-feira (26), registrando 3.300 atendimentos e 500 consultas. Para esta quarta-feira, outras 250 cirurgias já estavam agendadas.

alt

Nesta terça-feira, o prefeito, doutor João Bosco, foi até o evento. Ele conversou com os pacientes, médicos e equipe de apoio. “Essa é uma das coisas mais maravilhosas que podemos fazer por uma pessoa, devolver a ela a luz do dia”, observou o prefeito.

O mutirão está acontecendo nas dependências da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada na Avenida Getúlio Vargas, próximo ao Hospital Municipal.

O mutirão “Saúde Sem Fronteiras” está recebendo o público dos 13 municípios da regional de Saúde. A estrutura veio ao município graças articulação da Prefeitura, por intermédio da Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB).

Os atendimentos seguirão até dia 30 de abril, domingo, sempre das 6h às 18 horas. O público alvo são pessoas com 60 anos ou mais, exceção apenas para os estudantes do Programa Todos pela Alfabetização (TOPA).

A meta é atender 5 mil pacientes para consultas e realizar 1500 cirurgias. Mais de 1 mil profissionais estão atuando, entre os enviados da SESAB e a equipe de apoio da Secretaria Municipal.

A catarata impede a passagem dos raios luminosos que formam a imagem no fundo do olho e o único tratamento eficaz é a cirurgia, não existindo colírios ou óculos que eliminem a doença, responsável por 20 milhões de cegos no mundo.

Os pacientes submetidos à cirurgia durante o mutirão receberão cuidados pós-cirúrgicos, como ministração de colírio, avaliação nas primeiras 24 horas e retorno em 30 dias com profissionais do Programa que virão ao município prestar esse atendimento.

Por ASCOM

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui