Mulher grávida de oito meses é morta a tiros

Ilustração
O titular da Polícia Civil no município de Nova Viçosa, delegado Samuel Martins, diz que pretende elucidar nas próximas horas o assassinato de uma jovem de 19 anos e gestante do seu 8º mês, ocorrido na cidade, no qual crime tem como principal suspeito pela autoria da execução, o seu próprio companheiro, Marcos de Melo Bonfim, o “Carlos”, 29 anos, que estava atualmente sendo monitorado pela Polícia Judiciária diante do seu envolvimento com o tráfico de drogas. O acusado já responde pelo crime de tráfico de drogas e porte ilegal de arma na comarca de Nova Viçosa, inclusive estava em liberdade condicional.

O assassinato da jovem Camila Pereira da Silva, 19 anos, que morava na Rua Estados Unidos, bairro Cidade Nova em Itabatã, distrito do município de Mucuri, que estava grávida de 8 meses, aconteceu na tarde de segunda-feira do último dia 1º de novembro, em meio uma vegetação na comunidade litorânea de Costa do Atlântica às margens da pista, na altura do Km 13 da BA-001, sentido Mucuri/Nova Viçosa. Segundo o perito criminal Bruno Mello, do Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas, a moça foi alvejada com três tiros, todos na parte superior do corpo, embora tendo ocorrido dois disparos por trás, que lhe atingiram a nuca e transfixaram no olho esquerdo e orelha esquerda, além de outros dois tiros, no alto das costas que transfixou no tórax e na aregião da clavícula esquerda que também teve o projétil vazado. Sendo que no local do delito, onde o corpo foi encontrado estendido ao lado da Moto Honda Bis Preta da vítima, foram recolhidas cápsulas de calibre 9-milímetros.

O delegado Samuel Martins, investiga inicialmente duas questões prováveis para tentar elucidar o homicídio ocorrido no município de Nova Viçosa. Uma seria crime passional e uma outra linha mais provável, que poderia ter sido assassinada por queima de arquivo, em razão do seu envolvimento com o traficante Marcos de Melo Bonfim, o “Carlos”. Ainda no local da ação delitiva, a polícia localizou um par de tênis na cor escura e um segundo capacete, que o delegado acredita, que possa ser do companheiro de Camila, principal suspeito pela execução.

Fonte: Athylla Borborema/Teixeira News

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui