Mucuri: Taxista é acusado de provocar acidente; motociclista morreu

Um acidente envolvendo um táxi e uma moto, ocorrido por volta das 17h30min de domingo, 9 de fevereiro, na BR 101, no distrito de Itabatã, município de Mucuri, causou a morte do motociclista Adenildo Afonso da Silva, de 22 anos.

(Foto: Sulbahianews)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A vítima voltava da casa dos pais, juntamente com um cunhado, e foi arremessada para fora da pista depois de ser atingida na parte traseira da moto por um táxi dirigido por Manoel Pereira Lima, de 67 anos, também conhecido como “Manoel Geroba”. Segundo testemunhas, o taxista estava em alta velocidade e apresentava sinais visíveis de embriaguez.

No acidente, o cunhado da vítima, que viajava na garupa da moto, teve escoriações leves. Já Adenildo sofreu diversos ferimentos, foi socorrido ao hospital de Itabatã e em seguida transferido para Teixeira de Freitas, onde passaria por uma cirurgia, mas acabou morrendo durante a madrugada de segunda-feira, 10.

O taxista, que permaneceu no local do acidente, disse que o pneu da motocicleta havia estourado, provocando a parada brusca do veículo e a colisão. Testemunhas, no entanto, negaram a versão de Manoel e afirmaram que o acidente foi provocado por imprudência do motorista do táxi.

Ele foi preso em flagrante e se negou a fazer o teste de embriaguez. Na manhã de segunda-feira, Manoel foi inicialmente indiciado por homicídio culposo sem direito a fiança.

Adenildo residia na rua Jaqueira, no bairro Cajueiro, no distrito de Posto da Mata, município de Nova Viçosa.

 

 

 

Fonte: Sulbahianews

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui