Moradores fecham Rua Maiquinique no bairro Mirante após descaso da Coelba

Por Lúcio Andrade/ O Sollo

alt

Teixeira de Freitas- Depois de quatro noites sem energia elétrica, e o visível descaso da Coelba com o problema, moradores do bairro Mirante do Rio próximo ao Campus II da Fasb, fecharam na noite da segunda feira, 21 de novembro, a Rua Maiquinique como forma de protesto. A região ficou sem energia desde a sexta-feira, dia 18, e foi até a segunda-feira, dia 21, sem que a empresa tomasse qualquer providência no sentido de solucionar o problema.

Segundo moradores, o transformador pegou fogo depois das fortes chuvas que caíram na noite de sexta feira e desde então, todos os esforços para que a empresa resolvesse o problema foram feitos, mas o reparo da rede elétrica só aconteceu na manhã desta terça-feira, dia 22.

alt

Com o descaso e a demora no atendimento, os moradores disseram que os alimentos perecíveis acondicionados nas geladeiras, foram todos estragados, tanto nas residências como em uma mercearia que atende os moradores do bairro e a sensação de insegurança tomou conta de todos, por verem maior chance de ação de bandidos.

Para Danilo Oliveira, a situação era critica já que os moradores estavam desde sexta feira sem energia. Já o bancário João Marcos falou que a situação era insustentável “desde sexta feira ás 21 horas nos estávamos sem energia, os alimentos foram perdidos, os eletrodomésticos queimados e a noite a insegurança com a rua escura proporcionou vários arrombamentos e a Coelba não estava nem aí”, disse João.

alt

Um dos grandes defensores do bairro, o vereador Ailson Cruz falou que apesar das várias ligações feitas pelos moradores para o 0800 da empresa de seus esforços no sentido de solucionar o problema, a Coelba somente se mobilizou no sentido de resolver a questão, na manhã desta terça-feira, dia 22 de novembro.

Para Ailson, tudo isso foi um desrespeito que a Coelba deu a seus usuários. “Se fosse uma cidade distante da central da Coelba, a gente poderia até entender, mais a central é aqui, o deposito é aqui, agora, se não tem um transformador desses para atender a comunidade então eles não tem condições de administrar uma cidade como a nossa na questão de iluminação publica”, disse o vereador Ailson revoltado com a situação, em entrevista na noite da segunda-feira.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui