“Matei por ódio”, afirma assassino preso

Há muito tempo Alex Dias, 22 anos, se desentendia com Vanderlei de Oliveira Santos, o Nei. O primeiro morava no Bairro Teixeirinha e o outro no Bairro Bom Jesus, bairros limítrofes em Teixeira de Freitas. A desavença já vinha de algum tempo, motivada por uma dívida de Vanderlei para com Nei.

No dia 2 de maio, por volta das 10h, os dois se encontraram, e Nei voltou a cobrar a dívida. Vanderlei não gostou do tom da cobrança e reclamou. Nesse momento, Nei deu um soco no rosto do rapaz. Esse saiu, foi até a casa, apanhou uma faca e retornou. Novamente se deparando com Nei, atacou-o violentamente, desferindo três facadas contra ele. As facadas atingiram Ney no abdômen, sendo que a faca, no último golpe, quebrou e ficou cravada no corpo do credor. Vanderlei fugiu do local, mas foi preso em seguida por uma guarnição da Polícia Militar quando se escondia na própria residência.

Vanderlei não tinha passagem pela polícia e era funcionário do FRISA. Preso em flagrante, foi autuado por homicídio qualificado e conduzido à carceragem da Polícia Civil, onde está à disposição da justiça.

Por Ramiro Guedes / O Sollo

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui