Lula afaga Wagner e anuncia obras

Em visita ontem a Salvador, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou para afagar o aliado Jaques Wagner, governador do estado, e anunciar a liberação de recursos na ordem de R$ 815 milhões para obras na Bahia. O anúncio foi feito durante a solenidade de reinauguração do Palácio Rio Branco, no Centro Histórico, uma obra de iniciativa do Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste (Prodetur 2), com recursos de R$ 7 milhões do Ministério do Turismo, Banco do Nordeste e contrapartida do governo baiano.

Durante a visita à capital baiana, o presidente assinou o acordo de cooperação para implantação e monitoramento do Plano de Reabilitação Participativo do Centro Antigo de Salvador. “Acabou o País da destruição. Nós agora queremos recuperar o Centro Histórico de Salvador. Mas não vamos tirar de lá as pessoas que moram lá. A gente quer respeitar a dignidade do povo pobre que mora no Pelourinho e Centro Histórico”, prometeu. O presidente também assinou contratos do programa Minha Casa, Minha Vida, na ordem de R$ 181 milhões, para a construção de 4.155 unidades habitacionais para famílias de com renda de até três salários mínimos da Região Metropolitana de Salvador e municípios acima de 50 mil habitantes.

No pacote de obras anunciadas pelo Presidente Lula consta ainda adesão do PAC – Cidades Históricas, programa voltado a municípios com conjunto ou sítio protegido no âmbito federal e cidades com lugares registrados como Patrimônio Cultural. A previsão de recursos é da ordem de R$ 692 milhões das esferas federal, estadual e municipal, que deverão ser aplicados até 2014, em 16 municípios baianos.

Na entrega dos certificados do Programa Próximo Passo, os jovens José Henrique Silva Góis e Elisandra de Lima foram chamados ao palco para receber os seus diplomas e contemplados com um presente de Lula. “Quero pedir aos empresários de Camaçari para garantir o emprego dos dois”, disse, se dirigindo ao prefeito Luiz Caetano. Em seu curto discurso, o presidente também prometeu resolver o problemas das barracas de praia de Salvador, atendendo manifestantes que portavam faixas. “Na próxima semana vou dar uma resposta sobre esse problema”, prometeu o presidente, dizendo o mesmo para os que cobravam um hospital no bairro São Caetano. Lula disse que vai avaliar um convite do governador Jaques Wagner para vir passar o 2 de Julho na Bahia. “Vou ver a minha agenda.

Tenho que viajar para vários países e depois vou para a África do Sul para nós trazermos a Copa para o Brasil”, disse. O presidente voltou a frisar que não vai deixar a política depois que terminar o seu mandato. “Falta seis meses para deixar a Presidência. Mesmo deixando, não vou deixar a política”, disse. Lula aproveitou para mandar um abraço para Caetano Veloso e disse que “da próxima vez que vir à Bahia vou visitar Dona Canô”. Logo após a solenidade, o presidente viajou para Brasília.


Fonte: Evandro Matos / Tribuna da Bahia

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui