Lajedão: desaparecimento do jovem Felipe completou um ano sem explicação

Relembre o relato emocionante da mãe de Felipe, concedido em entrevista.

Foto: Medeiros Dia Dia

O desaparecimento de Felipe Gomes dos Santos completou um ano nesta terça-feira, dia 26 de março. Até o momento, moradores do município de Lajedão e de toda a região convivem com a incerteza do que realmente aconteceu com o jovem, com 25 anos e necessidades especiais.

Felipe teria saído com sua mãe por volta das 15 horas do dia de desaparecimento, quando seguiu adiante para os lados de um pequeno córrego nos arredores da cidade, em direção a uma área de pasto. Ela teria retornado para casa e, por volta das 18 horas, se deu conta de que ele ainda não havia chegado.

Felipe tinha necessidades especiais

A partir daí, o Corpo de Bombeiros, autoridades policiais e dezenas de pessoas se mobilizaram nas buscas. Praticamente, toda a área do município de Lajedão foi percorrida.

As cidades vizinhas de Serra dos Aimorés e Nanuque também foram vasculhadas. Equipes voluntárias se deslocaram a cidades ainda mais distantes e espalharam fotos do jovem por hospitais, postos policiais, albergues e redes sociais.

A mãe de Felipe, a senhora Elizabeth Gomes dos Santos (67) chegou a passar mal diversas vezes e a unidade local do Samu chegou a ser acionada. Ela esteve com o filho na rua até poucos minutos antes de constatar seu sumiço.

Em meio a alarmes falsos e informações desencontradas, dona Elizabeth concedeu entrevista a um site local na época do ocorrido.

Relembre:

No dia 25 de setembro, familiares de Felipe foram até a coordenadoria de Polícia Civil de Teixeira de Freitas para solicitar empenho nas investigações.

Na ocasião, a delegada Valéria Chaves garantiu que o trabalho que já vinha sendo conduzido seria intensificado. O caso permanece sem qualquer esclarecimento.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui