Itabunense pode representar a Bahia na Olimpíada

Ela está pré-convocada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos e passará por uma pré-seleção em 2015

O interior da Bahia deve ter uma representante na seleção brasileira de maratonas aquáticas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. A itabunense Isabelly Andrade, de apenas 14 anos, está pré-convocada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos e passará por uma pré-seleção um ano antes do torneio, em 2015.

“A expectativa é grande e tô treinando todos os dias”, diz a adolescente, que começou a nadar em piscinas aos 6 anos e a fazer travessias aos 12. “Gosto de nadar estilo borboleta, mas prefiro mesmo o mar. Me identifiquei e decidi que meu foco vai ser maratona”, diz, convicta, a estudante do primeiro ano do ensino médio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os resultados confirmam o discurso. Apesar da pouca idade, Isabelly foi a campeã da 1ª Travessia Baía de Todos os Santos, disputada nesse domingo. Ela nadou 12 quilômetros entre a praia do Duro, em Mar Grande, na Ilha de Itaparica, e o Porto da Barra.

Cumpriu todo o trajeto em 2h54min43s e ficou com o ouro feminino da categoria geral. Este ano, ela já tinha conquistado na categoria infantil o bicampeonato baiano e o campeonato brasileiro de maratonas aquáticas.

EXEMPLOS

Se seguir nesse ritmo nos próximos dois anos, terá chance de realizar o sonho de estar ao lado dos ídolos Poliana Okimoto e Ana Marcela Cunha em 2016. “Me imagino do lado delas, é o sonho de qualquer atleta estar entre as melhores. Elas são nadadoras muito boas e me inspiro nelas pra conseguir o que eu quero”.

A soteropolitana Ana Marcela venceu a Mar Grande-Salvador (prova com mesmo percurso da Travessia Baía de Todos os Santos) também com 14 anos, em 2006, e despontou no esporte.

Pra seguir os passos da conterrânea e dar ainda mais destaque à Bahia, Isabelly treina de segunda a sexta, das 16h às 19h, na piscina do Centro de Integração Social de Itabuna (CISO), sob a voz de comando do treinador Luís Carlos Santos.

Como Itabuna não tem praia, o treinamento aos sábados acontece em Ilhéus. No mar, são em média seis quilômetros de percurso. “Eu adoro competir e maratona aquática é o meu esporte”, vibra a promessa da natação baiana. Em 2016, ela terá 17 anos.

 

 

Fonte: Daniela Leone/Correio

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui