Itabuna: Secretaria de Saúde mantém atendimento especial para suspeita de chikungunya

Transmitido pelo mesmo mosquito da dengue, a chicungunya tem sido uma preocupação nacional e registra em Feira de Santana os números mais altos, o que levou os municípios baianos a adotar precauções para prevenir o surgimento de casos e controlar eventuais riscos de epidemia. Em Itabuna, a Secretaria Municipal de Saúde preparou um plano de contingência, que inclui a visita, com respaldo judicial, a casas fechadas e a instalação de um Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para casos suspeitos de dengue e chicungunya.

A Unidade de Pronto Atendimento funciona como retaguarda da Atenção Básica e foi preparada para atender os casos de urgência e situação que requeiram assistência rápida e de emergência. São cinco médicos, enfermeiro e técnico de enfermagem à disposição, atendendo de segunda a sexta-feira. A estrutura consta de três leitos e poltrona para hidratação.

A UPA está localizada no posto de saúde da antiga Fundação SESP, no centro da cidade, das 8 às 17 horas. A unidade está preparada para prestar o primeiro atendimento, fazer os exames iniciais e encaminhar o material colhido para o Laboratório Central do Estado. Segundo a médica Jully Oliveira, após as verificações clínicas que indiquem a possibilidade da doença são recolhidas amostras para exames de sorologia, hemograma e isolamento viral, que é feita em Salvador.

A orientação da Secretaria Municipal de Saúde é para que a população fique alerta a sintomas como febre súbita muito alta, dor muito forte nas articulações, dor de cabeça e manchas na pele.

________________

Prefeitura de Itabuna

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui