Itabuna: Plano estratégico prevê implantação de novo sistema de avaliação nas escolas municipais

A Secretaria da Educação de Itabuna apresentará, nesta terça-feira, 28, os primeiros projetos e ações gerenciais que farão parte do Planejamento Estratégico Municipal para o setor educacional, cujas metas primordiais visam garantir até o final de 2016 a universalização do acesso à educação infantil e assegurar o domínio das competências básicas de leitura, escrita e cálculos para os alunos das séries iniciais e dos anos finais do ensino fundamental. A apresentação acontecerá durante encontro do secretariado municipal com técnicos da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que estão prestando consultoria à Prefeitura local.

Os projetos da SEC preveem intervenções pedagógicas com a criação de um Sistema Próprio de Avaliação, que possibilitará o acompanhamento sistemático da evolução dos alunos do 3º ao 6º ano e do 9º ano do Ensino Fundamental no que diz respeito às competências de básicas. Também estão previstas ações gerenciais focadas na melhoria da infraestrutura educacional, inclusive com a construção de novas unidades educacionais, o reordenamento da rede de ensino, a formação continuada e valorização para os educadores, bem como a ampliação do acesso aos recursos tecnológicos a partir da implantação e requalificação de laboratórios de informática e de internet nas escolas.

Segundo a secretária municipal da Educação, Dinalva Melo do Nascimento, as propostas do setor educacional para o Planejamento Municipal de Itabuna foram pensadas e construídas com a participação dos técnicos e gestores escolares da Rede Pública Municipal de Ensino, tendo como foco dois objetivos que são de responsabilidade exclusiva da SEC, que é garantir a universalização do acesso à educação infantil e assegurar o domínio das competências básicas para 100% dos alunos das séries iniciais e dos anos finais do ensino fundamental.

“No que diz respeito à escola para crianças de 4 e 5 anos, estamos assegurando condições para que tenhamos construídas e funcionando até 2016 oito novos centros de educação infantil, com creche e pré-escola, bem como propondo o estabelecimento de novas parcerias com diversos setores da sociedade civil, além do reordenamento e reorientação das unidades de ensino para que seja superada uma demanda reprimida por mais de 3 mil vagas neste segmento”, argumentou Dinalva.

Em relação à garantia do domínio das competências básicas de leitura, escrita e cálculos para alunos dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental, a secretária da Educação revela que a partir de dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e do diagnóstico situacional realizado na Rede Municipal, a SEC concluiu que 30% dos mais de 3.600 alunos do Fundamental I – 4º e 5º anos – e 34% dos 4.179 alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II não dominam tais competências.

“Com base nesta realidade, estamos propondo intervenções pedagógicas cujas metas é assegurar que em 2015 30% deste alunos tenham progresso e sucesso nestas competências e que, até 2016, alcancemos os 70% restante, ou seja, até lá queremos que 100% dos estudantes matriculados nos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental da Escola Grapiúna saibam ler, escrever e realizar operações matemáticas básicas”, elucidou a secretária da Educação.

Ela disse ainda que as propostas da SEC para o Planejamento Estratégico Municipal incluem a valorização dos professores, bem como a inserção dos programas de formação continuada, a exemplo do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e o Programa de Correção de Fluxo na Alfabetização.

_______________________________________

Prefeitura Municipal de Itabuna

 

 

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui