Itabuna: Mais de 200 atendimentos a moradores de rua já prestados pelo Centro Pop

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Centro de Referência Especializado para a População de Rua de Itabuna (Centro Pop) realizou 288 atendimentos, desde que foi inaugurado no mês de julho, na Praça Santo Antonio. A unidade da Secretaria da Assistência Social (SAS) tem entre seus objetivos possibilitar assistência, acolhimento e garantir serviços públicos a pessoas que fazem das ruas seu local de moradia.

Nestes quase 120 dias, as equipes do Centro Pop realizaram 135 abordagens a moradores de rua, 291 trabalhos de assistência social, 106 atendimentos psicológicos e 109 orientações jurídicas. Além disso, durante no atendimento na unidade foram servidos 509 cafés da manhã e 288 banhos e higiene pessoal dando dignidade às pessoas desassistidas pela família e a sociedade.

O Centro Pop também encaminhou 19 pessoas aos serviços de saúde, em parceria com o Consultório na Rua, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), sete ao programa Bolsa Família. Outras 12 fizeram registros para obter documentos de identificação pessoal, assim como serviços com auxílio da Defensoria Pública (1) e Centros de recuperação para tratamento em dependência química (1).

Para o titular da SAS, José Carlos Trindade, o trabalho realizado no Centro Pop atende satisfatoriamente a necessidade das pessoas em situação de rua e aos passantes na cidade. “Utilizamos tudo que é preciso para que as pessoas que precisam de nosso apoio tenham os serviços da melhor maneira possível. Trabalhamos em um círculo de atividades, com os encaminhamentos necessários para que, efetivamente, possamos auxiliar as pessoas que não tem devido o amparo social a mudar de vida”, observou o secretário.

Segundo o coordenador do Centro Pop, Ansielmo Prates Santana, para a eficácia do acolhimento também são realizadas palestras motivacionais para os grupos e um dos pontos mais frisados é exatamente a questão da higiene pessoal.

“Nossos atendimentos são realizados das 7 ás 17 horas. Fazemos todo o trabalho necessário e encaminhamos as pessoas aos serviços da Secretaria da Assistência Social”, destacou.

O coordenador explica que quando o usuário chega ao atendimento do Centro Pop é realizada entrevista para descobrir quais suas necessidades mais urgentes. “Dessa forma, fica bem mais fácil atendê-lo para que tenha sua dignidade de pessoa humana resgatada”, acrescenta.

O Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua constitui-se em unidade de referência da Proteção Social Especial de média complexidade. Diferentemente do CREAS, que atua com diversos públicos, o Centro POP volta-se, especificamente, para o atendimento especializado para o convívio grupal, social e para o desenvolvimento de relações de solidariedade, afetividade e respeito.

 

 

 

Fonte: Ascom da prefeitura

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa iniciativa, porém sou uma mãe que procura por meu filho chamado: Décio Santana Santos, ele tem 37 anos, é depressivo, ele é alto e tem tatuagens no braço de um terço, e um símbolo de amor eterno com o apelido dos pais Sara e Dere, e outra no pulso com o nome Luis Felipe, que é o seu filho. Ele residia em Porto seguro qdo deu um surto e saiu correndo, isso se deu no dia 11 de maio, e as últimas notícias que tivemos foi que avistaram ele em Buerarema, saimos em sua procura e não encontramos, por isso tudo estamos procurando por essas redondezas.Meu nome é sarialice de santana santos e sou a mãe dele. Moro na cidade de Gongogi e o meu telefone de contato é: 73988556145 ou 73988938252. Qualquer informação avise-me, sou uma mãe desesperada em busca de um filho desaparecido, e mais ele sumiu sem documentos. Deus abençoe a tds que fazem esse trabalho maravilhoso ! Paz e graça em nome do senhor Jesus !

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui