Itabuna: Casos de dengue diminuem 63,83% em relação a 2012

Este ano não houve registro morte pela doença no município

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Secretaria de Saúde de Itabuna divulga novo balanço dos registros de dengue no município. Mais uma vez, os dados são positivos e com uma queda de aproximadamente 64% nos casos da doença, em relação ao mesmo período de 2012. Não houve nenhuma morte causada pela dengue entre moradores do município. De acordo com o boletim apresentado pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica, em 2013 foram notificados 1.922 casos de dengue em pessoas residentes em Itabuna, ante 5.315 casos ano passado.

A taxa de incidência da dengue até a 18ª semana de 2013 foi de 682 casos a cada 100 mil habitantes e os bairros com maior incidência foram: Fátima, Santo Antonio, Jardim Primavera, Centro, São Caetano e Pedro Jerônimo. No mês de maio de 2013 foram 394 casos, já no mesmo período de 2012 foram 1.679. Os adultos compõem o grupo mais acometido pelo vírus da dengue até agora.

“É importante comemorar, pois não tivemos nenhum óbito, pouquíssimos casos graves e uma redução expressiva nos números da doença” disse o secretário de Saúde, Renan Araújo. No entanto, ele explica que isso não desobriga o trabalho diário, tanto de campo quanto na mobilização social, para manter a população informada e combater os focos. “A população também deve continuar atenta para que os índices continuem caindo e Itabuna possa se dizer livre da doença”, conclama Renan

O coordenador de Combate às Endemias da Secretaria Municipal de Saúde, Renato Freitas, esclarece que o trabalho de combate à dengue pelos agentes de endemias está no segundo ciclo, quando está sendo feito o bloqueio de transmissão: “O agente notifica o caso e vai a campo saber onde é, realiza o tratamento nas casas e nos arredores a aplicação de inseticida em pequenas dosagens”.

 

Fonte: Ascom da prefeitura

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui