Itabuna: Blitze educativas orientam mais de 1.000 pessoas em oito dias

Nada menos do que 200 notificações foram aplicadas a condutores de veículos e de motos flagrados sem o cinto de segurança, capacetes sem viseira, com calçados inadequados e sem óculos de proteção durante as blitze educativas de trânsito realizadas no mês de janeiro em avenidas de grande fluxo de veículos em Itabuna. Mais de 1.000 condutores foram abordados por agentes da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito – Settran, em apenas oito dias da operação.

De acordo com balanço parcial da Settran, a maior parte das notificações foi para os condutores que trafegavam sem cinto de segurança, uma infração recorrente apesar da obrigatoriedade de uso do equipamento pelo Código Brasileiro de Trânsito. As blitze educativas aconteceram de 8 a 23 com equipes de agentes de fiscalização de trânsito e de transportes com o apoio da Polícia Militar e Guarda Civil Municipal nas avenidas Princesa Isabel, em frente ao Centro Administrativo Municipal; Juracy Magalhães e Aziz Maron.

Motoristas e motociclistas notificados pelos agentes da Settran foram orientados a participar de encontro educativo nesta quinta e sexta-feira (dias 29 e 30) na Escola Municipal de Trânsito – EMTRAN, no bairro Lomanto. Quem não comparecer em qualquer um dos turnos das quatro turmas que serão formadas para as aulas transformará a notificação educativa em punição com a aplicação de multa pecuniária.

Para o diretor de Educação para o Trânsito da Settran, Jorge Teles, o objetivo da ação da Prefeitura de Itabuna foi orientar os condutores sobre a importância do uso de equipamentos de segurança para um trânsito tranquilo e segurança de todos, além de alertar e sensibilizar os condutores para que respeitem os limites de velocidade permitida nas vias.

“Nossa intenção foi promover uma maior interação do poder público com a população. Temos a obrigação de orientar, fiscalizar e garantir a segurança no trânsito e da própria comunidade. Por meio de campanhas educativas asseguramos que as leis do trânsito sejam cumpridas, inclusive com palestras educativas para os infratores sob o risco de punição.“A ideia é que através do ato educativo de trânsito e não com multas as pessoas cumpram o determinado na legislação”, explicou Jorge Teles.

________________

Prefeitura de Itabuna

 

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui