Itabuna: Após 3 dias, presos encerram greve de fome em Conjunto Penal

Mobilização contou com 450 presos e foi encerrada nesta quarta-feira.

Refeições, revista e banho de sol estavam entre as reivindicações.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Após três dias, a greve de fome no Pavilhão I do Conjunto Penal de Itabuna, no sul da Bahia, foi encerrada no fim da tarde desta quarta-feira (15). A greve contou com a participação de 450 detentos. Durante a manhã, a visita familiar aos presos chegou a ser suspensa.

Uma reunião entre uma comissão montada pelos presos e o juiz da Vara de Execuções Penais, Ministério Público, além da direção do presídio, realizada nesta quarta-feira, encerrou a greve. Contudo, o acordo firmado entre eles não foi divulgado.

Os detentos reivindicavam que as refeições servidas fossem de fora do presídio e queriam que presos provisórios e sentenciados tomassem banho de sol juntos, o que não é permitido por lei. O diretor da unidade afirmou que eles não queriam usar fardamento.

Outras reivindicações

Na terça-feira (14), o advogado Davi Pedreira, membro da Pastoral Carcerária, informou que os principais pontos de reivindicação dos presos são o fim da revista vexatória para mulheres e parentes e melhora na ocupação da unidade, que estaria superlotada.

 

 

 

Fonte: G1, com informações do BATV

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui