Itabuna: ACI completa 106 anos de fundação em defesa da classe empresarial e da sociedade itabunense

A Associação Comercial e Empresarial de Itabuna – ACI chega aos 106 anos de fundação neste sábado, dia 14 de junho. A entidade foi fundada no ano de 1908, após uma mobilização de empresários itabunenses contra o arrocho fiscal na cobrança do imposto de consumo, com o objetivo de defender os interesses da classe empresarial e da sociedade. Atualmente, é presidida pelo empresário Luiz Roberto Vieira Ribeiro, que no ano passado – 2013 conquistou a aprovação do voto aberto na Câmara de Vereadores de Itabuna.

Há quase um ano a frente da entidade, Luiz destaca que uma das grandes conquistas foi envolver os empresários e a sociedade civil na luta por mais transparência no Poder Legislativo de Itabuna. Resultado de um clamor da sociedade itabunense, que junto às mobilizações nacionais defendem a transparência nas decisões políticas, a campanha encabeçada pela entidade alcançou o seu objetivo, que é permitir que a população tenha conhecimento das decisões de cada legislador.

A ACI tem na sua história, o desejo e o comprometimento de estar sempre atuando em defesa dos interesses em comum da sociedade. Um exemplo disso foi a atuação do ex-presidente Jorge Ribeiro Carrilho, que no ano de 1967 – marcado pela maior enchente em Itabuna, coordenou as ações de atendimento aos diversos desabrigados. “Nós então, tivemos que organizar e acomodar as comissões de enchente no Fórum da cidade, que tinha terminado de construir. Praticamente, nós (ACI) assumimos o controle da cidade”, contou o engenheiro civil.

Ao longo dos anos, a Associação tem se empenhado no desenvolvimento de ações de valorização dos empresários, através das Reuniões Ordinárias com a participação do Poder Público e das entidades de classe, “pois entendemos que juntos representamos a força de uma sociedade, para que possamos cobrar, de modo democrático, os nossos direitos, enquanto cidadão”, revelou o empresário, que destaca “a continuidade da campanha pela reabertura do aeroporto de Itabuna, tendo em vista, a necessidade desse equipamento a partir da instalação de investimentos na região”.

Entre os projetos realizados este ano – 2014, o 23º Seminário de Marketing da Bahia, “Marketing nos negócios – A bola da vez!”, reuniu diversos segmentos da sociedade e apresentou as mais modernas estratégias e ações de marketing aplicado aos negócios. O evento representa um marco na história da ACI, que no final da década de 1980 foi criado num momento da grande crise da lavoura cacaueira na região, como uma nova oportunidade de pensar em um novo segmento para geração de emprego e renda.

Resgate histórico

Com o objetivo de expor e difundir entre a sociedade itabunense os fatos históricos que justificam a importância da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, uma pesquisa está sendo realizada no Arquivo Público de Itabuna José Dantas de Andrade e no Centro de Documentação e Memória Regional (CEDOC) da Uesc. A ideia é promover uma semana de exposição de fotos e documentos e, em seguida reunir esses fatos em um livro para ser distribuído nas escolas de Itabuna, de modo que a sua história continue viva.

“A entidade é respeitada pelas suas lutas em defesa da cidade de Itabuna, principalmente pelo fato de ter participado da emancipação política administrativa em 28 de julho de 1910. A sociedade precisa conhecer de perto as ações da entidade, e os jovens precisam estar inteirados da história de Itabuna através da ACI. É um resgate cultural para toda a comunidade”, afirma Luiz Ribeiro.

O resgate histórico conta com a parceria da Academia de Letras de Itabuna (Alita), Associação Cultural Amigos do Teatro (Acate) e Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC). Os interessados em contribuir com sugestões e/ou documentos históricos (fotografias, recortes de jornais, etc.), podem entrar em contato com a entidade pelo telefone: (73) 3613-1171 ou através do e-mail: [email protected]

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui