Inclusão da comunidade surda marca Jornada Pedagógica em Eunápolis

Inclusão da comunidade surda marca Jornada Pedagógica em Eunápolis. Foto: Ascom

Acessibilidade linguística. Inclusão social. Mais do que teorias, as práticas foram colocadas à disposição do público que acompanhou na última terça-feira, 09, a Jornada Pedagógica 2021, em Eunápolis. O evento abriu oficialmente o calendário escolar do município.

Organizada pela Prefeitura de Eunápolis, por meio da secretaria municipal de Educação (Seduc), todo o conteúdo foi traduzido para Língua Brasileira de Sinais (Libras), por meio das professoras intérpretes Luine da Hora e Mariene Ribeiro. Durante a videoconferência transmitida ao vivo pelo canal da Secretaria no YouTube, a Jornada promoveu acessibilidade linguística para a comunidade surda eunapolitana, algo que foi comemorado por professores e demais servidores da Educação, além de representantes de conselhos, associações, entidades, sindicatos e instituições ligadas ao ensino, pais e alunos presentes virtualmente ao encontro histórico.

A prefeita Cordélia Torres, sensível e atenta às causas de inclusão social, valorizou a iniciativa da Seduc. “É necessário pensarmos e promovermos a inclusão das pessoas com deficiência em todos os ambientes sociais”, disse.

Na ocasião, o tema Ressignificando a educação em tempo de pandemia foi desenvolvido pela psicopedagoga da rede municipal de ensino, Michelle Passos, e pela gerente municipal de Currículo da Prefeitura de Salvador, Edna Rodrigues. Em Eunápolis, de forma remota, ou seja, à distância, as aulas começaram em 10 de março.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui