Ilhéus: Cdl doa alimentos a centros de recuperação de dependentes químicos e assistência a moradores de rua

O Feijão Companheiro da Câmara de Dirigentes Lojistas de Ilhéus já é tradição e está fixado no calendário de eventos da entidade. O objetivo vai além de homenagear a imprensa e integrar comerciantes, comerciários, autoridades e os profissionais de comunicação. O evento tem também uma importante função social. Todos os anos, os convidados levam 2 kg de alimentos não perecíveis para serem doados às instituições que mais necessitam no momento.

De acordo com o presidente da CDL, Paulo Ganem, alguns diretores já são ligados a algum tipo de trabalho filantrópico e indicam alguma instituição para ser contemplada ou as próprias instituições buscam ajuda na entidade e por conta do trabalho realizado, acabam sendo contempladas. “Nós não podemos esperar só pelo poder público, temos que fazer a nossa parte enquanto pessoas de bem e enquanto representantes da entidade. Brincamos, nos divertimos, fechamos negócios no Feijão Companheiro que foi em agosto e também tivemos a chance de doar para ajudar a quem precisa. É muito bacana isso. Queremos agradecer a todos que contribuíram. Nesta edição arrecadamos mais de meia tonelada de alimentos”, explicou Ganem.

Os alimentos foram entregues na última quinta-feira (30.10) na sede da CDL. A Fundação Atalaia foi uma das contempladas. De acordo com o diretor Malherbe Alessandro Costa Bispo, a Fundação apoia pessoas em condição de rua dando todo o suporte para a reintegração na sociedade, assim como dependentes químicos. Atualmente existem 18 internos que são atendidos por professores, psicólogo, assistente social e outros profissionais, todos voluntários. “Essa ajuda da CDL de Ilhéus veio em boa hora. A Fundação sobrevive de doações. Elas são sempre bem vindas e necessárias. Estamos muito gratos porque dessa forma nosso trabalho tem continuidade e mais casos de sucesso virão”, disse Malherbe.

O ministério Resgate para a vida – libertando para a vida em Cristo, foi outra entidade beneficiada com os alimentos. O diretor Evangelista Eduardo Sobral explica que é um trabalho evangélico com acompanhamento de pastores, presbíteros, apoio da Igreja Batista Lindinópolis, do pastor e psicólogo José Cralos Araújo e do pastor Arlindo, da Assembleia de Deus. O ministério funciona num sítio na zona norte da cidade, onde fica a casa e a igreja. Atualmente vivem lá 15 internos, entre eles moradores de rua e dependentes químicos. “O número de pessoas atendidas é infinitamente maior do que o de internos. Tem dias que oferecemos almoço a até 40 pessoas que aparecem por lá sem ter o que comer. Então essa doação pra gente é uma grande ajuda, com certeza vamos economizar o custo de compra de alimentação por dois meses, eu acredito. Daí o recurso que sobrar vamos poder investir em colchões e reparos que precisamos fazer na casa”, explicou Sobral.

O ministério Resgate para a vida fica na Rodovia Ilhéus Itacaré, km 23, na região do Adorno. Quem puder contribuir com o trabalho pode ir até o local ou ligar para 9951-1808. Já a Fundação Atalaia fica na rodovia Ilhéus Itabuna, km 7,5, Sítio Massaquara, e o telefone para contato é o 9143-9276.

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui