Ilhéus: Ações educativas e preventivas intensificam o combate à dengue

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) está desenvolvendo ações como afixação de cartazes informativos em postos de combustíveis e em cabanas de praias, palestras em escolas e visitas às residências com o objetivo de evitar a proliferação do Aedes Aegypti, o mosquito transmissor da dengue.

O serviço de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) está realizando um trabalho educativo e de mobilização social em escolas e em espaços do fluxo de pessoas em Ilhéus que inclui palestras, panfletagens e mutirões, a fim de evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, o transmissor da dengue. Além disso, os agentes de endemias permanecem realizando visitas às residências. Nesta segunda-feira, dia 25, os agentes iniciaram o trabalho de afixação de cartazes informativos em postos de combustíveis da cidade e nas cabanas de praia localizadas entre o Hotel Opaba e a praia do Cururupe.

Além disso, os agentes de endemias também estão realizando palestras nas escolas municipais, atendendo as solicitações dos diretores das unidades. Nestas terça e quinta-feira (dias 26 e 28) a ação vai ocorrer na Escola Pequeno Davi, no Malhado, nos turnos matutino e vespertino; na quarta-feira, dia 27, os agentes vão atuar na Escola Vovô Isaac, no mesmo bairro, também nos dois turnos. Já na sexta-feira, dia 29, os agentes participarão do Mutirão da Cidadania, no bairro de Hernani Sá, na Praça Cairú, levando informações sobre as formas de evitar e prevenir a dengue.

O total de casos notificados da doença este ano em Ilhéus é de 2.543, com base em levantamento feito até a quinta-feira, dia 21. O município está na semana epidemiológica número 47, com registro de apenas um caso da enfermidade, notificado no Bairro Nelson Costa. Os bairros com maiores números de ocorrências da semana 28 até agora são: Malhado, com 13 casos; Iguape e Conquista com cinco notificações, cada um; Alto do Basílio e Avenida Itabuna, cada um com quatro casos, informa.

De acordo com a diretora de Planejamento da Secretaria, Ana Carolina Lavigne, o Plano de Contingência da Dengue objetiva articular ações que afastem a possibilidade de uma epidemia de dengue no município e de casos de dengue hemorrágica bem como da síndrome do choque por dengue.

Medidas de prevenção – Segundo o serviço de Vigilância Epidemiológica da Sesau os moradores dos altos da Boa Vontade, do Basílio, Novo Vilela, do Carvalho e do Formoso, e dos bairros Salobrinho, Sapetinga, Princesa Isabel, Teotônio Vilela, Ilhéus II e Cidade Nova, devem adotar medidas de prevenção, em virtude do alto nível de infestação predial nessas localidades apontado pelo último Levantamento de Índice Rápido (LIRA).

 

 

Fonte: Ascom da prefeitura

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui