IDENTIDADE E MISSÃO

“Jesus lhe disse: “Maria!”. Então, voltando-se para ele, Maria exclamou em aramaico: “Rabôni! ” (que significa Mestre). Jesus disse: “Não me segure, pois ainda não voltei para o Pai. Vá, porém, a meus irmãos e diga-lhes: Estou voltando para meu Pai e Pai de vocês, para meu Deus e Deus de vocês”. (João 20:16,17)

Nessa passagem acontece algo parecido com a passagem em que Jesus pergunta para os discípulos quem eles acreditam que Ele é. Aqui, Jesus chama Maria pelo nome e logo ela reconhece que Ele é o Mestre. No outro texto, Pedro reconhece que Jesus é o Cristo e logo em seguida Jesus afirma a identidade de Pedro. Isso nos ensina que há uma ligação direta entre nossa identidade com o reconhecimento de quem é Cristo. Consequentemente Jesus orienta Maria Madalena a ir anunciar a notícia que Ele acaba de passar para ela. Além dela ouvir de Jesus sobre sua própria identidade, reconhecer quem Ele era, agora ela se torna uma mensageira daquilo que Ele fez e estava por fazer. Identidade e Missão.

Identidade fala sobre aquilo que sou não sobre aquilo que faço. Hoje em dia as pessoas têm o costume de quando questionadas sobre quem são logo respondem com o que fazem. Claro que as duas coisas estão ligadas, mas elas são diferentes. Nossa identidade é construída no decorrer de nossa vida através do lar que crescemos (ou da ausência dele), das pessoas que caminhamos daqueles que ouvimos e damos ouvido, da cultura em que estamos inseridos, dos traumas que podemos ter passado, das afirmações que fizeram e fazem a nosso respeito. Somos aquilo que acreditamos ser. Por isso é tão importante dar ouvidos à voz de Deus, pois Ele é a pessoa mais indicada para afirmar quem somos. Se conseguirmos acreditar no que Ele fala a nosso respeito, o resto é resto. A verdade de Deus pode destruir muitas mentiras que acreditamos a nosso respeito.

Isso gera em nós uma missão. Deus tem a missão d’Ele e Ele nos insere nela, compartilhando conosco a nossa própria missão. Uma missão que não faz parte da missão de Deus está com certeza isso no caminho errado. Precisamos alinhar nossa missiologia com Deus. Temos missões em comum, como por exemplo, o amar ao próximo, o serviço cristão, o cuidar uns dos outros, o sermos sal e luz do mundo, o anunciar o evangelho, etc. Tudo isso é comunitário. Porém, cada um de nós também tem uma missão individual. Qual é a sua? Ou, quais são as suas? Se você já sabe, você tem a(s) exercido com qualidade e intensidade? Se não sabe ainda, que tal um tempo de oração e busca a Deus para que Ele te oriente nessa descoberta? Assim como Jesus falou para Maria, Ele também pode falar ao seu coração.

 

 

 

Pr. Rodolfo Rodrigues Pereira

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui