Homem espanca mulher e agride PM com estaca em Medeiros Neto

Após a agressão, houve suspeita de perda do bebê

O agressor foi detido. Fotos: Reprodução/MedeirosDiaDia

A Polícia Militar foi informada, através do o Centro Integrado de Comunicação (Cicom), sobre um caso de violência doméstica nesta noite de quarta-feira (11), na rua Jandaia, bairro Uldurico Pinto, em Medeiros Neto.

Ao chegarem no local, os policiais do Pelotão Especial Tático Operacional (PETO/44ª CIPM) encontraram Nairlane Martins Rocha, que está grávida de 36 semanas, agredida e muito abalada.

O autor, que teria tentado esfaqueá-la, não foi encontrado dentro da casa.

Logo depois que policiais prestarem socorro à vítima e acionaram o Samu 192, eles receberam uma informação de que o agressor tinha sido visto fugindo, pulando os muros dos quintais.

Imediatamente, a força policial saiu em perseguição e, no último quintal, um dos policiais conseguiu alcançá-lo, mas foi agredido com uma estaca. A pancada foi na direção da cabeça. O PM conseguiu se esquivar, sendo atingido no braço.

Pedaço de madeira utilizado contra PM

O agressor foi contido pela guarnição e identificado como sendo Carlos Laranjeira da Silva, que, segundo informações, tem envolvimento com o tráfico de drogas.

A vítima foi levada ao Hospital Municipal de Medeiros Neto, onde deu entrada com escoriações pelo corpo e suspeita fraturas na clavícula e no pulso.

O bebê apresentou taquicardia, mas foi estabilizado. Nairlane Martins será encaminhada na manhã desta quinta-feira (12), para  Teixeira de Freitas, e vai passar por avaliação de um obstetra.

O agressor foi conduzido à sede da Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (8ª Coorpin), em Teixeira de Freitas, e apresentado à delegada plantonista, dr.ª Andressa Carvalho.

Carlos Laranjeira foi ouvido e enquadrado na Lei Maria da Penha. Uma fiança de 2 mil reais foi arbitrada.

Histórico

Não é a primeira vez que ele agride a vítima. No último dia 30 de novembro, ela foi atendida no hospital, mas relatou que havia caído de moto.

Em fevereiro do ano passado, Nairlane Martins, que estaria grávida de três meses, também foi espancada pelo seu companheiro.

Na ocasião, em conversa com a redação do Medeiros Dia Dia, ela relatou que sofre repetidas agressões, mas não denuncia o companheiro por medo.

Fonte: Medeiros Dia Dia

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui