Homem diz que matou a avó e a tia devido a alucinações

Foto: Margarida Neide l Ag. A TARDE e Arquivo pessoal

O programador Nilson Hufnagel Vieira, de 55 anos, confessou nesta quinta-feira, 30, em depoimento, ter matado a avó e a tia após ter alucinações e ver nos rostos delas os assassinos de seu irmão.

Elilia Mendes Hufnagel, 98, e Hilzete Hufnagel Kruse, 74, foram assassinadas com diversas facadas pelo corpo. O duplo homicídio foi cometido por volta das 16h20 de quarta, 29, na casa onde os três moravam, na rua do Canal, no Rio Vermelho, em Salvador.

Conforme testemunhas, o próprio Nilson teria ligado para o 190. Segundo a assessoria da Polícia Militar (PM-BA), uma guarnição da 12ª CIPM (Rio Vermelho) se dirigiu até o local e o flagrou na varanda do imóvel, sujo de sangue e com ferimento não mão esquerda.

Ali, investigadores apreenderam três facas dentro de uma máquina de lavar. Os objetos foram encaminhadas ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde passarão por perícia.

Depois de ser ouvido na sede do DHPP, na Pituba, Nilson seguiu para a audiência de custódia, no início da noite, a fim de que um juiz decidisse se ele seria ou não encaminhado para o presídio ou para o Hospital de Custódia e Tratamento de Salvador.

Problemas psicológicos

Investigadores que participaram da prisão de Nilson relataram que, momentos após o crime, o comportamento dele era de quem havia sofrido um surto psicótico. Nesta quinta, por meio da assessoria, a Polícia Civil confirmou que o assassino Nilson possui problemas psicológicos.

Sem se identificar, uma pessoa próxima ao programador contou à reportagem que há casos de esquizofrenia na família de Nilson. Ele, entretanto, aparentava ser um homem normal, uma vez que, até então, se relacionava normalmente com parentes e vizinhos.

“Ele é um cara considerado normal, bem-sucedido no trabalho, muito inteligente, casado, com família. Ninguém poderia imaginar que ele poderia fazer uma coisa dessa, principalmente com os próprios parentes. Choca ainda mais pelo fato de as vítimas serem pessoas idosas. Estamos todos perplexos e surpresos com essa triste notícia trágica. Agora, ele certamente terá que pagar pelo que fez. Com problema mental ou não, terá que se acertar com a Justiça”, reiterou.

Em um perfil numa rede social, Nilson aparece com o filho pequeno e a esposa.

Domínio total da informática

Gestor de projetos de Tecnologia da Informação (TI), Nilson atuava como representante de uma multinacional americana na área de informática, conforme informou uma fonte próxima a ele.

“Ele é bem requisitado nessa área. Entende muito de programação. Ele trabalhava muito por meio de vídeo conferência. Falava com gente de vários países. O cara domina mesmo tudo o que diz respeito ao setor de TI”, acrescentou.

Zona do medo

O duplo homicídio chocou moradores e comerciantes da rua do Canal, para quem os casos de violência têm crescido na região.

No domingo, 26, por exemplo, o corpo de um homem esfaqueado foi encontrado próximo ao local onde Nilson matou os familiares.

 

 

 

 

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui