Homem afirma ter pênis encolhido após complicações da Covid-19; confira

Homem afirma ter pênis encolhido após complicações da Covid-19; confira. Foto: Galleria dellAccademia, Florença

Médicos e cientistas ainda estão tentando entender todas as consequências que o vírus SARS-CoV-2 pode causar no ser humano, e agora, mais um problema pode ser adicionado na lista. Um estadunidense relatou que o pênis dele encolheu 1,5 polegadas, cerca de 4 centímetros, após ele ter contraído covid-19 em julho de 2021. Além disso, ele também apresentou disfunção erétil.

O caso foi revelado pelo jornal britânico Daily Maily. A vítima não teve o nome revelado e é descrita apenas como um homem heterossexual na casa dos 30 anos. O paciente diz que o caso trouxe “um profundo impacto na autoconfiança e habilidades na cama”.

Após contrair covid-19 em julho de 2021, o paciente passou a sofrer de disfunção erétil. Ele fez tratamento com um urologista e o quadro foi solucionado, mas o homem notou que o membro dele havia ficado menor. O caso foi confirmado pelos médicos, que informaram que o quadro deve ser permanente, devido aos danos vasculares no tecido erétil do pênis da vítima.

A vítima deu uma entrevista ao podcast How To Do It, onde falou mais sobre o caso. ‘Meu pênis encolheu. Antes de ficar doente, eu era acima da média, não enorme, mas definitivamente maior que o normal. Agora eu perdi cerca de uma polegada e meia e me tornei decididamente menor que a média”, contou.

Um dos médicos que atendeu a vítima é o doutor Charles Welliver, urologista e diretor de saúde masculina do Albany Medical College, em Nova Iorque. Segundo ele, a infecção por covid-19 pode causar disfunção erétil e, em alguns casos, causar um encolhimento do pênis, quando a disfunção erétil persiste por um período mais longo.

Um estudo publicado no World Journal of Men’s Health pela Escola de Medicina Miller da Universidade de Miami, em julho de 2021, mostrou partículas virais semelhantes a do coronavírus no tecido erétil perivascular de um paciente diagnosticado com covid-19. O estudo mostrou que a infecção pelo vírus pode contribuir para a disfunção erétil.

Fonte: Correio Braziliense

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui