Hanseníase afeta 24 mil estudantes

O Ministério da Saúde inicia em agosto o trabalho de identificação, em escolas da rede pública nos municípios, dos casos de hanseníase. A busca ativa vai ocorrer nas localidades consideradas endêmicas ou com baixos indicadores sociais.

Na Bahia foram mais de 2.500 casos de hanseníase no ano passado. Somente em Salvador foram feitas 500 notificações. No interior, Juazeiro foi o município com maior quantidade de doentes, 130.

No geral, os dados preliminares do Ministério da Saúde apontam o registro de 24.612 novos casos de hanseníase em todo o país em 2014.

Os dados mostram que os estados da Bahia, Maranhão, Pernambuco, Pará e Mato Grosso concentram mais de 80% do total de estudantes com suspeita de hanseníase.

Fonte: A Região

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui