Grendene consegue decisão favorável no TJBA e invasores terão que deixar terreno em Teixeira de Freitas

Foto: Divulgação

O juiz Marcus Aurelius Sampaio, da comarca de Teixeira de Freitas, acaba de expedir ofício ao comandante da 87ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), major Sílvio Nunes, para que o mesmo organize em caráter de urgência todo aparato policial possível, para que os oficiais de Justiça possam fazer cumprir a reintegração de posse conseguida pela calçadista Grendene, junto ao Tribunal de Justiça da Bahia.

A área em disputa é um terreno localizado nos fundos da fábrica, nas imediações do Bairro Eixo Sul, que foi ocupado por populares há quase um ano de meio. A ocupação inicial foi feita por cerca de duas mil famílias, mas esse número já é bem maior. No terreno cedido pelo Estado à Grendene, deveria ter sido feita a ampliação da empresa de calçados, o que acabou não ocorrendo. Os líderes da invasão dizem que a partir do momento que o grupo empresarial não deu o destino devido à área, ela passou a ser de interesse social.

Toda a ação de ocupação foi liderada por Leonardo Feitosa, o Leonardo Sindicato (PCdoB), hoje vereador eleito de Teixeira de Freitas. O ofício solicita que a força policial acompanhe o oficial de Justiça até o local para o cumprimento da decisão judicial, com citação específica em nome de Leonardo Feitosa.

A decisão surpreendeu aos ocupantes do terreno e já existe uma movimentação para realização protestos, entre eles, o possível fechamento da rodovia BR-101.

No amplo terreno, além de centenas de moradias simples e até barracos, existem casas já construídas e até um comércio de materiais de construção. No cumprimento do mandado de reintegração de posse, todas essas construções devem ser demolidas.

Fonte: Teixeira News

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui