Gravidez saudável combina perfeitamente com exercícios físicos

Thinkstock/Getty Images (/)

Gravidez saudável combina perfeitamente com exercícios físicos!

É o que pontua a fisioterapeuta Daniela Melo, que separou informações importantes para atividades seguras e com excelentes resultados no período gestacional.

Manter-se ativa durante os nove meses de gestação aumenta a disposição, diminui inchaço, enjoos e o cansaço, inibindo as dores nas costas e nas articulações, além de prevenir doenças como a diabetes gestacional e a hipertensão arterial.

Sabe-se que as alterações que ocorrem no organismo da mulher durante o período gestacional, com o aumento dos hormônios, trazem mudanças físicas e psicológicas.

Todavia, viver esse momento tão lindo e delicado em período de pandemia se torna ainda um pouco mais difícil.

Cuidar-se e prevenir-se é ideal, sem contar os benefícios para a hora do nascimento, já que a mulher terá um melhor preparo muscular e cardiovascular e uma rápida recuperação no pós-parto.

Exercite-se!

Um estudo da Universidade de Montreal mostra que o aumento da circulação de sangue na placenta, causada pelos exercícios aeróbicos, melhora a oxigenação do bebê no útero favorecendo seu desenvolvimento cerebral.

O ideal é que a gestante exercite-se no mínimo 30 minutos, de 3 a 5 vezes por semana. Mas saiba que alguns cuidados devem ser tomados: evite ficar muito tempo de barriga para cima, respeite os seus limites e ouça os sinais do seu corpo.

Dores como um todo, inclusive contrações uterinas, tonturas, sensação de desmaio, palpitações e cansaço excessivo mostram que você precisa de um descanso”, ressalta a fisioterapeuta.

A prática de atividades físicas de intensidade regular a moderada é indicada durante toda a gestação, com um programa específico para cada mulher, de acordo com o período da gestação em que ela se encontra e com suas condições de saúde”, complementa.

É ideal elas realizarem exercícios respiratórios, dentre quais se destacam: exercícios diafragmáticos, inspiração e expiração em 3 tempos, inspiração fracionada com expiração em freno labial.

  • É imprescindível a consulta a um médico ginecologista e obstetra no acompanhamento da gestante.

1 COMENTÁRIO

  1. Ótimo conteúdo! Tem gestante que fica com medo de praticar exercícios, achando que pode colocar sua saúde ou a do bebê em risco, já tem outras que queirem tirar o atraso de toda uma vida sedentária nos nove meses da gravidez, com medo das alterações no corpo pós parto… Por isso é sempre necessário um acompanhamento com um bom profissional!

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui