Governo reconhece situação de emergência devido às fortes ventanias e chuvas em Mucuri

Governo reconhece situação de emergência devido as fortes ventanias e chuvas em Mucuri. Foto: Ascom

Em edição do Diário Oficial do Estado deste sábado (11/12), o Governo da Bahia reconheceu a situação de emergência em inúmeros municípios do sul e do extremo sul da Bahia, inclusive, o município de Mucuri, depois que fortes chuvas atingiram municípios baianos e mineiros.

O governador Rui Costa reeditou e assinou o decreto de situação de emergência que havia publicado na sexta-feira (10/12). Segundo o decreto, que tem validade de 90 dias, todos os órgãos estaduais devem se mobilizar, no âmbito de suas competências, para apoiar as ações de socorro às cidades.

No extremo sul baiano o Decreto de Emergência do Governo da Bahia em razão dos estragos causados pela enchente das fortes chuvas dos dias 07, 08, 09 e 10 de dezembro, vale para os municípios de Eunápolis, Guaratinga, Itabela, Itamaraju, Jucuruçu, Mucuri, Medeiros Neto, Nova Viçosa, Prado, Teixeira de Freitas e Vereda.

Uma força-tarefa formada por 120 militares do grupamento aéreo e bombeiros, bombeiros civis, voluntários dos mais diversos segmentos sociais entregam mantimentos, medicamentos e produtos de higiene pessoal para as pessoas desses municípios. De acordo com o governo, gestantes e pessoas com comorbidades, em especial aquelas que fazem tratamento de hemodiálise, são prioridade no atendimento.

As tempestades provocadas por um ciclone que castigaram a região do extremo sul da Bahia e o nordeste de Minas Gerais, começaram com violentas ventanias que primeiro destruíram imóveis, bens e fazendas do distrito de Taquarinha, no município de Mucuri. Além de árvores retorcidas e muitos galhos que despencaram, muros caíram e casas foram destelhadas ou ruíram. Postes de energia elétrica e torres de comunicação foram levadas pela ventania.

“Foram horas e horas de muita chuva, ventos fortes, trovões e relâmpagos. Foi impressionante os estragos provocados aqui na nossa comunidade. Há muitas décadas não se via nada igual nesta região. Mesmo com o apoio da Prefeitura Municipal de Mucuri, ainda está longe de solucionar os problemas da localidade por agora”, diz Osvaldo Rezende Batista, administrador do distrito de Taquarinha.

Com as chuvas dos últimos dias, o distrito de Itabatã sofreu inúmeros prejuízos, notadamente nos bairros Triângulo Leal, Cidade Nova e Cidade Nova II. Em Mucuri/sede, bairros como Jardim Califórnia, Palmeiras, Beira Rio e alguns outros ribeirinhos também sofreram com enxurradas e alagamentos, onde muitas famílias perderam seus bens e ficaram desabrigadas. A orla marítima de Mucuri, imóveis sofreram destelhamentos e avanço da maré por causa da ventania, as fortes chuvas e o mar revolto.

O prefeito de Mucuri, Roberto Carlos Figueiredo Costa, o “Robertinho” (DEM), disse que ainda se contabiliza os prejuízos causados pelas últimas ventanias e fortes chuvas que castigaram os mais diversos pontos do município de Mucuri, deixando muitas famílias desamparadas. Informou que a Prefeitura Municipal com o apoio da solidariedade da população tem feito o possível para diminuir o sofrimento da população.

“Estamos trabalhando para que os serviços sejam restabelecidos em Taquarinha, em Itabatã, em Mucuri e principalmente, em várias regiões da zona rural onde o prejuízo é incalculável. O nosso município é imenso, é o 7º maior território entre os 21 municípios do extremo sul da Bahia, aqui temos a sede, três distritos, nove povoamentos e 26 comunidades e, em cada lugar, foi um problema diferente causado pelas últimas chuvas. Agora precisamos do Estado, da União, da mão amiga para encontrarmos caminhos para apoiar essas pessoas que tiveram suas casas destelhadas, danificadas ou levadas pelas ventanias e chuvas”, disse o prefeito Robertinho.

Neste domingo (12), tanto o presidente da república Jair Bolsonaro, quanto o governador Rui Costa, estiveram na região e sobrevoaram as áreas alagadas e castigadas pelas últimas chuvas. O presidente Jair Bolsonaro anunciou a liberação de R$ 5,8 milhões para 5 municípios baianos atingidos pela chuva, embora, existem nove planos de trabalho em igual valor em análise para mais 24 municípios da Bahia aptos a apresentarem projetos de enfrentamentos e emergenciais.

O recurso será liberado através do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). As portarias serão publicadas no Diário Oficial da União desta segunda-feira (13/12). “Os R$ 5,8 milhões são apenas o início desse processo, depois ainda tem toda a parte de reconstrução dos municípios devastados, enfim”, explicou o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Já o governador Rui Costa anunciou a liberação de R$ 2,1 milhões para auxiliar os 11 municípios da região extremo sul da Bahia.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui