Governo e municípios avançam em busca de solução sustentável para destinação final de resíduos sólidos

Governo e municípios avançam em busca de solução sustentável para destinação final de resíduos sólidos. Foto: Ascom

O secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Nelson Pelegrino, através do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Território do Litoral Sul (CDSLS) vai elaborar um projeto piloto para estruturar, organizar e destinar corretamente os resíduos sólidos para os municípios da região. É o primeiro passo para o fim dos lixões.

A ação atende exigências da Lei 12.305 de 2010 sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos. A busca por promover a sustentabilidade, regularizar os resíduos sólidos dos municípios é também uma normativa estabelecida pelo novo Marco Legal do Saneamento Básico que também prevê acabar com os lixões a céu aberto em todo o país, Lei nº 14.026/2020.

A notícia foi anunciada na quinta-feira, 11 de fevereiro, durante o Seminário sobre Resíduos Sólidos, no Teatro Candinha Dórea, em Itabuna, pelo secretário da Sedur, Nelson Pelegrino. “A ideia é estruturar, organizar a destinação dos resíduos sólidos na região visando transformar o projeto piloto em uma experiência exitosa para ser replicado em outras cidades”, declarou Pelegrino.

Imbuídos nesse propósito, o Seminário contou com a presidência da Associação dos Municípios da Região Cacaueira da Bahia (Amurc), gestores e representantes de quinze municípios, incluindo o de Ilhéus, prefeito Mário Alexandre. Também estiveram presentes no seminário, prefeitos e representantes de Itabuna, Ilhéus, Itapé, Jussari, Itajú do Colônia, Una, Coaraci, Floresta Azul, Ibicaraí, Barro Preto, Ubaitaba, Aurelino Leal, Arataca, Maraú e Itapitanga. Também participaram os representantes dos Consórcios da Mata Atlântica e do Consórcio Interfederativo de Saúde Policlínica Regional de Itabuna e Ilhéus, e o deputado estadual Rosemberg Pinto.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui