Governador anuncia novas 20 mil cisternas no Água Para Todos

No programa de rádio Conversa com o Governador desta semana, Jaques Wagner destaca a assinatura de um convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), na segunda-feira (28), para a construção de cerca de 20 mil novas cisternas em 110 municípios do semiárido baiano.

Ele também fala sobre a transferência da sede do Governo do Estado para a cidade de Cachoeira, no Recôncavo, na sexta-feira (25), da inauguração do sistema de abastecimento de água dos municípios de Baianópolis e Catolândia, no oeste baiano – uma obra de R$ 4 milhões.

O governador informa que já ultrapassa 50 mil o número de cisternas construídas no estado dentro do programa Água para Todos. “Esse investimento agora é de R$ 42 milhões e vai beneficiar 94 mil pessoas”. Wagner explica que uma cisterna tem capacidade para 18 mil litros de água e é um equipamento que permite aos moradores do semiárido armazenar água da chuva, no período da estiagem, para beber, cozinhar e fazer o seu asseio.

“Esse é um programa feito em parceria com todo o movimento social, a sociedade civil organizada, a Associação do Semi-Árido (ASA), dentro de um programa que eles lançaram de um milhão de cisternas no Brasil”, afirma Wagner, enfatizando que a cisterna é importante “porque liberta a população daquela conhecida política do carro-pipa e dá garantia de água de qualidade limpa para a população”.

Cachoeira

Sobre a transferência da sede do governo para Cachoeira, Wagner lembra que a independência brasileira começou no dia 25 de junho de 1822, quando a Câmara de Vereadores de Cachoeira declarou adesão ao movimento pela independência do Brasil.

“Por isso, o governo vai ao município ”para reverenciar heróis como Maria Quitéria, Joana Angélica” e outros heróis da história da luta pela independência da Bahia. “Faço isso porque é importante que a nossa juventude conheça a história dos verdadeiros heróis da Bahia e do Brasil e tomem eles como exemplos para as suas vidas”.

Wagner enfatiza o processo de restauração e recuperação dos monumentos, realizado em parceria dos governos federal e estadual, e destaca a inauguração da orla de São Félix, município vizinho a Cachoeira.

 

Fonte: Agecom

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui