Filhos de apostador baiano receberão prêmio da Sena 16 anos após sorteio

A premiação pode chegar a mais de R$ 15 milhões de reais

Após ter perdido o cartão que foi premiado pela Sena, em 1995, parece que finalmente a Caixa Econômica Federal resolveu pagar os mais de R$ 15 milhões do aposentado Gilberto Quadros de Andrade, de Vitória da Conquista, morto aos 85 anos em agosto de 2009.

O prêmio será dividido pelos seis herdeiros do aposentado após uma disputa judicial que durou 16 anos. De acordo com o portal Terra, a sentença proferida pelo juiz federal João Batista de Castro Júnior, em Salvador, condenou a instituição a depositar em até 15 dias, a contar de 19 deste mês, valor equivalente ao prêmio do concurso 374, com os acréscimos de correção monetária desde 18 de agosto de 1995 – data da prescrição administrativa – e mais juros moratórios de 1% a partir da citação.

Entenda o caso

No dia 25 de maio de 1995, o aposentado Gilberto Quadros de Andrade apostou na antiga Sena. Quando foi conferir, uma funcionária de Gilberto anotou os números do concurso anterior por engano e ele acabou jogando fora o bilhete premiado. Foi o dono da lotérica da cidade quem o alertou sobre os números sorteados. Como estava sem o cartão, Gilberto teve que reclamar na justiça o prêmio, mas a Caixa insistia que, por não ter a posse do cartão.


Fonte: Correio da Bahia

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui