Extremo Sul: Empreendedoras são premiadas

Vencedoras são uma pescadora, uma empresária no ramo dos alimentos e outra na área da contabilidade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As vencedoras do prêmio, da esquerda para a direita: Maria de Lourdes Acedo (Pequenos Negócios), Luena Maria Ferreira dos Santos (Produtora Rural), Flavia da Silva Oliveira (Microempreendedora Individual)

Três mulheres, três histórias, uma região. As grandes vencedoras deste ano no Prêmio Sebrae Mulher de Negócios foram da mesorregião do Extremo Sul Baiano, atendida pela Unidade Regional de Teixeira de Freitas. A ganhadora na categoria Microempreendedora Individual (MEI) foi a comerciante Flávia da Silva Oliveira, proprietária da loja de produtos naturais Sabor & Saúde, localizada em Eunápolis. Já na categoria Produtora Rural, a vencedora foi a pescadora Luena Maria Ferreira dos Santos, uma indígena pataxó de Coroa Vermelha que se destacou pela busca constante de qualificação. Na categoria Pequenos Negócios, venceu Maria de Lourdes Acedo, da Astec Contabilidade, do município de Mucuri (leia mais abaixo sobre elas).

As premiadas foram anunciadas na noite de quinta-feira, 13, em cerimônia realizada em Salvador. Elas concorrerão agora à etapa nacional do Prêmio, que ocorre em 6 de março do ano que vem, em Brasília. Os custos para a ida a Brasília serão pagos pelo Sebrae. As três vencedoras do prêmio nacional receberão um troféu ouro, o selo e da capacitação em território nacional e uma viagem internacional a um centro de referência em gestão de micro e pequenas empresas.

Durante a premiação, que contou com uma palestra motivacional da especialista em empreendedorismo feminino Carla Galo, o superintendente do Sebrae, Edival Passos, destacou a necessidade de superação do machismo no mundo corporativo. “Ao olhar para o passado, percebemos que estupidez era considerar o homem um gênero forte e a mulher um gênero frágil. Quanto tempo as cidades, os países e o mundo perderam em não ter a potencialidade feminina no campo do empreendedorismo”, disse.Ele destacou o bom desempenho das mulheres ao empreender.“O cuidado é uma característica feminina que traz um grande diferencial competitivo no mundo dos negócios. Vamos torcer muito por vocês na etapa nacional”, finalizou.

Os sonhos representados nas histórias de empreendedorismo feminino foram destacados pela gestora estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, Andrelina Mendes. “Cada uma dessas mulheres dentro das suas categorias representam o sonho de cada brasileira de ter o seu próprio negócio”, ressaltou. Por sua vez, a gerente da Unidade de Atendimento Individual, Fernanda Gretz, destacou o diferencial que o prêmio dá ao negócio. “Um prêmio como esse está associado a fundamentos de qualidade de um negócio. Então, mostra ao mercado que essa é uma empresa com bons requisitos, um diferencial no mundo competitivo dos negócios”, ressaltou.

Presente ao evento, a secretária estadual de Política para as Mulheres, Vera Lúcia Barbosa, afirmou que o prêmio colabora com a valorização das mulheres. “A iniciativa é fundamental porque valoriza a autonomia das mulheres, o trabalho, a persistência. É um incentivo para essas empreendedoras seguirem adiante”, disse. “O lado empreendedor das mulheres existe, é forte e quase nunca é valorizado. Então, é importante o destaque que o prêmio dá a isso”, completou.

As vencedoras

A paulista Maria de Lourdes Acedo, da Astec Contabilidade (categoria Pequenos Negócios), tem uma história de inovação no município de Mucuri, onde vive há 17 anos. Ali implantou um projeto inovador ao identificar a necessidade dos clientes por um serviço diferenciado. “A Astec inovou ao perceber que as empresas precisavam de um contador mais como consultor, não como um simples despachante. Esse foi o meu foco”, explicou. Através da Unidade Regional de Teixeira de Freitas, ela participou do Sebrae Mais, projeto focado em ensinar ao empreendedor como controlar, analisar, planejar e simular as informações financeiras para uma tomada de decisões mais eficiente.

Na premiação, Luena dos Santos (categoria Produtora Rural) reverenciou a categoria que representa ao discursar para o público. “É um motivo de muita alegria representar os pescadores e marisqueiros. Luto e sempre tento passar isso para os meus colegas: somos capazes de tudo, acima de qualquer coisa”, disse. Membro da Associação dos Pescadores Indígenas Pataxós de Coroa Vermelha, Luena sempre gostou de trabalhar, embora seu pai fosse contra. Sem se intimidar, sempre buscou fazer diversos cursos, entre eles, workshops oferecidos pelo Sebrae. “Ao todo, tenho sete cursos diferentes no meu currículo em várias áreas, entre elas, administração, contabilidade, motores, GPS”, contabiliza. Apaixonada por planilhas, ela se destacou ao gerir as finanças em projetos de pesca na aldeia em que vive. Hoje, é primeira tesoureira da Associação dos Pescadores Indígenas Pataxós de Coroa Vermelha.

Flávia Oliveira (categoria Microempreendedora Individual), da Sabor e Saúde, se destacou por ter inovado ao identificar a necessidade de abrir uma loja de produtos naturais em Eunápolis, devido à carência de oferta de produtos desse tipo na região. Motivada pela necessidade de ajudar a mãe a ter uma renda, Flávia começou a vender produtos desse tipo de porta em porta. “Em 2010, nasceu a Sabor e Saúde, primeira loja especializada no segmento de alimentos naturais e integrais a granel de Eunápolis”, contou. Muito emocionada ao receber o prêmio, ela citou uma frase de Clarice Lispector para falar sobre o empreendedorismo. “Só o que está morto não muda”, disse. “O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo. E tudo isso faz parte das nossas vidas de empreendedoras”, falou, agradecendo ao público.

Resultado da premiação

Categoria MEI

1ª) Flavia da Silva Oliveira (Sabor & Saúde) – Unidade Teixeira de Freitas

2ª) Daniela Bastos Pereira (Dani Brigadeiro) – Unidade Salvador

3ª) Delvani Piedade (Del Variedades) – Unidade Feira de Santana

 

Categoria Produtora Rural

1ª) Luena Maria Ferreira dos Santos – Unidade Teixeira de Freitas

2ª) Maria Angela Magalhães (Lajedo do Ouro) – Unidade Vitória da Conquista

3ª) Sebastiana Souza Santos – Unidade Teixeira de Freitas

 

Categoria Pequenos Negócios

1ª) Maria de Lourdes Acedo (Astec Contabilidade) – Unidade Teixeira de Freitas

2ª) Jane Matos (Ibbro) – Unidade Salvador

3ª) Lúcia Maria Souza (Granfinalli) – Unidade Teixeira de Freitas

 

 

 

Fonte: Victor Longo/Agência Sebrae de Notícias Bahia

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui