Extremo Sul: conheça os vencedores do Prêmio Viva Cultura Bahia 2020

Imagem: Secom/Divulgação

Neste sábado, 12 de dezembro, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) divulgou o resultado final do Prêmio Cultura Viva Bahia 2020.

O Prêmio é voltado para Pontos de Cultura e integra o Programa Aldir Blanc Bahia, que utiliza recursos oriundos da Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo.

O resultado corresponde à seleção do Edital de Chamada Pública nº 002/2020 (retificação aqui). Era prevista a premiação inicial de 252 Planos de Trabalho apresentados por Pontos e/ou Pontões de Cultura espalhados por toda a Bahia, selecionados a partir dos critérios previstos no edital.

O total inicial de recursos disponíveis para os prêmios foi de R$ 9.333.334,08.

Confira as cidades e os coletivos/entidades vencedores no Território de Identidade Extremo Sul, com suas respectivas pontuações:

  • Alcobaça – Acsave (Associação Cultural e Socioambiental de Alcobaça Vozes que Educam) Projeto Dona Flora – 32,7
  • Caravelas – Movimento Cultural Arte Manha – 39,7
  • Caravelas – Ponto De Cultura Fundação Professor Benedito Ralile – 29,3
  • Itamaraju – Associação Esperança Musical – 33,7
  • Itanhém – Associação Beneficente Casa do Oleiro – 41,0
  • Medeiros Neto – Cia De Teatro e Dança Efésios VI – 28,0
  • Teixeira de Freitas – Associação Cidadania São José – 49,0
  • Teixeira de Freitas – Complexo Educativo e Cultural da Igreja Batista Memorial – 35,0
  • Teixeira de Freitas – Complexo Educativo e Cultural da Primeira Igreja Batista Betel de Posto da Mata – 30,0
  • Teixeira de Freitas – Instituto de Cultura, Educação E Desenvolvimento (Iced) – 45,3
  • Teixeira de Freitas – Núcleo Quadrangular de Educação e Cultura – 31,0

Resultado final completo aqui.

Programa Aldir Blanc Bahia – Criado para a efetivação das ações emergenciais de apoio ao setor cultural, o Programa Aldir Blanc Bahia (PABB) visa cumprir os incisos I e III da Lei Aldir Blanc (Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020) e suas regulamentações federal e estadual.

As ações são a transferência da renda emergencial para os trabalhadores e trabalhadoras da cultura, e a realização de chamadas públicas e concessão de prêmios.

O PABB tem execução pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, geridas por meio da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura e do Centro de Culturas Populares e Identitárias; e as suas unidades vinculadas: Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundação Pedro Calmon, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui