Eunápolis: após marchas e contra marchas, UTI começa a funcionar

alt

Finalmente, após Governo do Estado e Prefeitura cumprirem suas partes no convênio (faltava a Sesab garantir a primeira parcela do custeio do serviço), a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Eunápolis começou a funcionar, na segunda-feira, 18 de julho, um dia histórico para a cidade.

São 10 leitos equipados com a mais moderna tecnologia voltada para salvar vidas. A Prefeitura organizou tudo e treinou uma equipe especializada que será dirigida pela médica Círia Padilha. A regulação das vagas ficará a cargo da Sesab.

A UTI começou a ser implantada na gestão anterior, do então prefeito Robério Oliveira. O atual prefeito Neto Guerrieri deu continuidade e conseguiu complementar e organizar a implantação. Neto comemora o início do funcionamento: “a UTI é uma conquista de todos os eunapolitanos que querem o bem dessa cidade e marca um grande avanço na saúde pública local e regional”.

REALIDADE – Realmente, a UTI de Eunápolis é um passo enorme. Em março, a Bahia contava com 1.690 leitos de UTI cadastrados no SUS, a maioria concentrada em Salvador. A média nacional é de 1,86 leito para cada 10 mil habitantes, o País só tem 55 mil leitos, entre particulares e públicos. No estado a média é de 1,11 leito (SUS) para cada 10 mil habitantes.

Fonte: Bahia 40 graus

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui