Estações

Quatro estações, e a alma tem a ver com presença no mundo, mas tem seus tormentos, agora no sofá antes de começar a final da Libertadores, lembro que tenho salpicado no humor os últimos atos vividos, e estas fases mudam, se você assisti a morte de Gugu, ou se é torcedor do Flamengo e sente ele ser campeão da Libertadores, um dos momentos pensa na eternidade, e que ela pode chegar repentinamente, li um livro de uma autora americana Joan Didion “O ano do Pensamento Mágico” que trata da morte súbita.

Hoje, com a tecnológia, não existe mais escuridão dos acontecimentos cotidianos, que no passado tinha uma perspectiva limitada e uma visão artificial do mundo.
Mas, independente da tecnologia, sempre percorremos todos os caminhos da vida solitários, em todos os passos até o dia da morre. Amigos e parentes, amores sempre presentes, mas todas as escolhas foram nossas.

Talvez, cada pessoa tenha sua trajetória na vida já determinada como uma bola que, arremessada, segue uma linha certa, segundo a direção, o impulso e o efeito que lhe tenham sido dados, e nada pode fazer para alterá-los.

Só a vaidade nos leva a crer que podemos alterar ou burlar o nosso destino. Em todo caso o “destino ” é algo que temos dentro de nós e não fora. E, por isso, à superfície da vida, os acontecimentos visíveis adquirem um significado apenas transitório, quando não são verdadeiramente insignificantes.

O que hoje tomamos a sério e podemos até considerar trágico, com o correr dos anos transforma-se frequentemente numa coisa sem importância, e concluímos que não teve para nossa vida o valor que lhe atribuímos.

Mas o sofrimento está em todo lugar. E a família de Gugu passou pelo”dukkha” que no idioma páli é sofrimento. Desejamos assegurar que somos imutáveis, mas não podemos. Tudo está em constante transformação e escapando pelos nossos dedos.

*João é natural de Salvador, onde reside. Engenheiro civil e de segurança do trabalho, é perito da Justiça do Trabalho e Federal. Neste espaço, nos apresenta o mundo sob sua ótica. Acompanhe semanalmente no site www.osollo.com.br.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui