Especial: Comandante da PM em Eunápolis faz avaliação do seu 1º ano de gestão

Major Vagner, comandante da 7ª CIPM, e o comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Anselmo Brandão. Fotos: Ascom

Durante o mês de agosto, o comandante da 7ª Companhia Independente de Polícia Militar em Eunápolis (7ª CIPM) realizou a avaliação das Ações de Comando e Policiamento no primeiro ano à frente da Unidade.

A 7ª CIPM é a responsável pelo policiamento ostensivo nas cidades de Eunápolis, Guaratinga, Itagimirim, Itapebi e Itabela e, desde o mês de agosto de 2019, é comandada pelo major PM Vagner Gonçalves Ribeiro.

O comandante é bacharel em direito pela UnisulBahia, possui especialização em Segurança Pública pela Universidade Estadual da Bahia, Direito e Legislação de Trânsito pela Universidade Cândido Mendes e Direitos Humanos pela Faculdade São Luiz.

 

Dentro do Território de Identidade determinado como Costa do Descobrimento, os cinco municípios que compõem a área da 7ª CIPM possuem juntos uma população estimada de 182.000 habitantes e uma extensão territorial de pouco mais de 6.430 km². A 7ª CIPM está subordinada diretamente ao Comando do Policiamento da Região Sul – CPRS, sediado na cidade de Ilhéus e, juntamente com as demais unidades, está engajada no Planejamento Estratégico da PMBA 2017-2025, com a missão de “Servir e Proteger”.

Covid-19 e o programa ‘Cuidados com a tropa’

O ano de 2020 tem sido atípico no cenário da Segurança Pública em todo o território nacional e, não diferentemente, em nosso estado e região. As ações de prevenção e combate ao novo coronavírus têm sido realizadas pela Polícia Militar em apoio às Secretarias Municipais de Saúde.

Para o público interno, o Comando da Unidade tem tomado medidas para evitar a contaminação dos PMs durante a execução do serviço que, em se tratando de essencial, não pode deixar de ser prestado.

Estão sendo fornecidas máscaras descartáveis e laváveis (de tecido), luvas de látex, álcool 70º INPM (líquido e em gel). Além da higienização de veículos e demais ambientes de uso comum (alojamentos, repartições e administração), vacinação do efetivo, testagem dos policiais. Entretanto, como o serviço policial exige, em sua grande maioria, contato direto com o público, até o dia 25/08, 34 policiais foram afastados do serviço com suspeita de contaminação ou por ter tido contato com alguém contaminado. Destes, 16 tiveram resultado positivo e já retornaram as suas atividades e dois estão afastados em monitoramento.

Ainda em fase embrionária, a principal ação de comando realizada pela unidade é a criação do Programa de Cuidados com a Tropa que, através da celebração de convênios junto a profissionais de saúde, realiza palestras, campanhas e consultas gratuitas, em diversas especialidades médicas e terapêuticas para os policiais e seus familiares. Desde o mês de junho, conta com atendimento de profissionais de psicologia, nutricionista e massoterapeuta, que realizam o acolhimento, orientação e encaminhamento das necessidades destes profissionais.

Reformas

Alinhado ao Planejamento Estratégico da PMBA e dando continuidade às melhorias de suas instalações físicas, foi realizada a reforma no Pavilhão da Administração da Sede, com o apoio indispensável da Prefeitura Municipal de Eunápolis.

Nos Pelotões destacados, foi autorizada a realização de pintura, reforma e padronização do layout de identificação visual nas cidades de Guaratinga e Itapebi, também sendo possível com o auxílio das Prefeituras locais. Na cidade de Itagimirim foi realizada a manutenção do Sistema de Monitoramento que, apoiado pela Prefeitura Municipal, auxilia os PM na realização do serviço. Em Itabela, foi realizada a mudança do prédio onde funciona a Sede do 4º Pelotão, buscando maior segurança e comodidade para os PM que trabalham naquela comunidade bem como para os cidadãos que busquem seus serviços.

Ações de aproximação

Outra ação de comando em destaque na Unidade é a realização do Programa de Resistencia às Drogas – Proerd, um programa de médio/longo prazo, que tem por objetivo influenciar positivamente as crianças em idade escolar para que façam sempre boas escolhas e fiquem longe das drogas. Este programa, que envolve o trinômio: PM, escola e família, formou 615 alunos no ano de 2019 e atualmente está suspenso em virtude da interrupção momentânea das atividades escolares.

Buscando diminuir os impactos sociais, a 7ª CIPM realiza periodicamente a arrecadação e distribuição de cestas de alimentos e produtos de higiene para as comunidades carentes dos municípios e já atendeu a cerca de 1.000 famílias. Estas atividades, aliadas a outras, como arrecadação de roupas e brinquedos, são desenvolvidas em conjunto com outras ações visando atender uma demanda das famílias mais carentes tanto das zonas urbanas, zonas rurais e de comunidades indígenas.

 

Ocorrências

O Setor de Planejamento Operacional realizou o estudo e avaliação das ocorrências policiais com base no Programa Pacto Pela Vida do Governo do Estado, onde foi verificado que nas cidades de Eunápolis e Itabela houve uma variação nos números de homicídios durante o primeiro semestre do ano de 2020 (último semestre avaliado), tendo como parâmetro o mesmo período do ano de 2019. Neste aspecto, em toda a extensão da 7ª CIPM houve um acréscimo de 23% dos índices de Crimes Violentos Letais Intencionais – CVLI. Contrapondo esta variação negativa, houve redução dos CVLI em três das cinco cidades avaliadas: Guaratinga (-67%), Itagimirim (-100%) e Itapebi (- 100%).

A variação do número de homicídios em Eunápolis e Itabela, está vinculada em sua maioria, a ação de grupos de criminosos em busca de território para venda de drogas e, em alguns casos, egressos do sistema prisional que estão se beneficiando de liberações ocorridas em virtude do perigo de contaminação pela covid-19.

 

Operacionalidade

Apesar das situações antagônicas, a Unidade não tem deixado de atuar tanto na forma preventiva quanto nas ações repressivas, destacando-se o enfrentamento em conjunto com demais Unidades da PMBA, na região: 8º Batalhão, Rondesp Sul, CAEMA, CIPPA e Cia Independente de Polícia Rodoviária; com a Polícia Rodoviária Federal e o Conjunto Penal de Eunápolis e, em especial, em ações integradas com a 23ª Coordenadoria da Policial Civil, Ministério Público Estadual e a Justiça Criminal, que juntos, vem realizando de maneira honrosa a missão de servir e proteger a comunidade.

Ações de inteligência, integradas ao Policiamento Ostensivo, têm obtido resultados positivos. Durante o primeiro ano de comando do Major Vagner Ribeiro, as Guarnições da 7ª CIPM realizaram a apreensão de 48 armas de fogo de diversos calibres. Importante ressaltar o atendimento as reiteradas ocorrências de tráfico ou consumo de drogas que totalizaram a apreensão de 45,666Kg de entorpecentes: (29,161Kg de maconha, 14,532 Kg de cocaína e 1,973Kg de crack) além de outros equipamentos destinados a estes crimes.

Foram registradas a apreensão de 65 menores em conflito com a lei; lavratura de 74 Termos Circunstanciados de Ocorrência e 166 Autos de Prisão em Flagrante Delito; recuperados 61 veículos automotores, além de outras ocorrências de auxílio e suporte aos órgãos do Sistema de Defesa Social.

O Major Vagner Ribeiro agradece “aos Exmº Sr. Coronel PM Anselmo Alves Brandao e Cel PM Paulo de Tarso Alonso Uzêda, respectivamente, Comandante e Subcomandante-Geral da PMBA; Coronel PM Marcelo Luiz Brandão Teixeira, Comandante do CPRS, demais Oficiais Superiores e a todos os Oficiais e Praças da 7ª CIPM que neste primeiro ano, ombrearam diariamente e diuturnamente na busca por um mundo mais justo e perfeito, ao tempo em que ressalta à comunidade que exerça a segurança participativa através do serviço do disque-denúncia: (73) 9 9944-8533, ou pelo site oficial da ouvidoria do Estado: www.ouvidoria.ba.gov.br”.

“Somente com o auxílio e a participação da comunidade a PM poderá prestar com excelência o seu compromisso de Servir e Proteger”, concluiu o comandante Major PM Vagner.

Informações: Ascom 7ª CIPM

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui