ESCREVO

Escrevo consultando minha alma,
Interpretando todos os meus sonhos,
Mergulhando nos eventuais dissabores,
Reconhecendo em Deus a majestade.

Escrevo na ânsia de propagar a verdade,
Com o coração pedindo um desabafo,
Em horas tardias das madrugadas,
Na compulsividade dos sentimentos.

Escrevo em todos os momentos da vida,
Com fé em verdades que sempre acreditei,
Sentindo os reflexos do que cedo aprendi,
Na vontade de transmitir a cada hora mais.

Escrevo inspirado em almas puras,
Que em segredos se entrelaçam,
Como minha única fonte de libertação,
E fazendo dessas horas minha vida.

Escrevo desde a minha adolescência,
Como um vício que me dominou,
Expressando o amor em sorrisos,
Ou extravasando doces lágrimas.

Com entusiasmo e de tudo esquecendo,
Admirando as linhas que se formam,
Embebida na crendice do que confesso,
Entre as letras unidas pelo amor.

Apreciando na alma os mínimos movimentos,
Que para meus pensamentos se dirigem,
Em formas de lirismo e excitantes fantasias,
Que eu transformo na alegria do canto e da poesia…

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui