Escolhendo pensamentos

“Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.” (Filipenses 4.8)

Disciplina é uma palavra muito importante para a vida. Há pessoas que a detestam pois relacionam-na a algo negativamente imposto. Para essas pessoas, mesmo que façam algo de forma disciplinada, preferem evitar a palavra e pensar no que fazem como fruto de sua própria espontaneidade. Mas para outros o convívio é pacífico. Porém, para todos nós, usando ou não a palavra, o que ela significa é essencial para o que poderemos experimentar em termos de mudanças positivas na vida. Como temos visto, na vida cristã há mudanças que experimentamos que são dádivas de Deus. Mas há outras que só experimentaremos como fruto de trabalho, escolhas, lutas pessoais, perseverança e aprendizado. Gostemos ou não da palavra, serão frutos de disciplina.

Uma disciplina aplicada à vida é a prática perseverante de algo. Normalmente uma disciplina gera como resultado uma competência que, conquistada, nos leva a um novo padrão que se sustenta de forma mais fácil, após o aprendizado. A vida cristã não se efetiva apenas por milagres a ações sobrenaturais. Escolhas e atitudes disciplinadas também são necessárias. Por isso Paulo escreve sobre o exercício de manter a mente ocupada com o que for verdadeiro, nobre, correto, puro, amável, de boa fama. Nosso cérebro é uma parte de nós, mas nós somos maiores que ele e devemos governá-lo, coloca-lo para funcionar a nosso favor e não contra nós. A vida cristã, por causa da libertação que encontramos em Cristo, possibilita-nos esse domínio próprio.

O que ocupa nossa mente, de alguma forma, definirá o modo como enfrentaremos o nosso dia e tomaremos decisões. Definirá o tipo de pessoa que nos revelaremos. Quanto melhores os nossos pensamentos, melhores as nossas atitudes, reações, escolhas e posturas. Deus pretende que sejamos as melhores pessoas que nos seja possível e, parte disso, dependerá de nós mesmos. Portanto, assuma sua responsabilidade no que lhe compete. Siga a orientação do apóstolo. Honre a Deus mantendo uma mente sadia por meio de pensamentos saudáveis. Vida cristã é, sobretudo, um jeito de viver e isso envolve um jeito de pensar. Pense como um cristão. Assim será mais fácil viver com um cristão.

 

“A graça do Senhor Jesus Cristo seja com o seu espírito”

(Filipenses 4.23)

 

 

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui