Empresas do Extremo Sul aprimoram resultados e são destaques de programa do Sebrae

Empresas do Extremo Sul aprimoram resultados e são destaques de programa do Sebrae. Foto divulgação

 O Negócio a Negócio é um programa gratuito do Sebrae que oferece atendimento e orientação empresarial a microempreendedores individuais e donos de pequenas empresas. No Extremo Sul, duas empresas apresentaram transformações importantes depois de receber esse atendimento em 2017. Conseguiram fazer uma reavaliação de seu público, entender suas demandas e assim melhorar o atendimento, até oferecendo novos produtos. O resultado é empresas mais consolidadas no mercado, que lucram mais. Quando o Sebrae Bahia selecionou 15 empresas atendidas pelo programa para compor um vídeo institucional, a Bordar, de Teixeira de Freitas, e a P e B Perfumaria e Beleza, de Itanhém, foram incluídas.

A Bordar é uma empresa que já está a 12 anos no mercado têxtil. Inicialmente, faziam apenas bordados, atendendo empresas de uniformes. Há seis anos, passaram também a atender a área branca, confeccionando calças e jalecos. O empresário Jean Araújo Lima conta que, em 2017, receberam a visita do Sebrae e passaram a estudar todo o material disponibilizado. “Percebemos que estávamos muito parados, que não tinha inovação em nosso negócio. Então passamos a estudar com afinco não apenas o material que o Sebrae nos deu, mas fomos além. Inclusive, foi depois dessa visita que entendi a necessidade de realmente me aperfeiçoar e agora estou fazendo faculdade de Administração”.

A empresa teixeirense teve um crescimento de 30% quando analisado o período anterior ao Negócio a Negócio, além de ter aumentado também o quadro de funcionários. E o crescimento deve continuar, para o ano que vem, a previsão é de mais 20%. “O programa nos ensinou a ver com o cliente o que eles precisavam e a gente não oferecia. Descobrimos que quem está nessa área branca precisa de mais do que apenas um jaleco. A partir disso, passamos a ter novos produtos, criamos uma nova demanda e passamos a vender mais. Isso fez toda a diferença e nossa projeção é de ainda mais”, comemorou Jean.

O caso da P e B Perfumaria e Beleza, de Itanhém, é um pouco diferente, mas não menos vencedor. Vanessa Fernandes de Araújo e sua sócia começaram o empreendimento há um ano e três meses. Antes mesmo de abrir as portas, fizeram questão de entrar em contato com o Sebrae para terem o direcionamento adequado. “Nós éramos consultoras da franquia da Boticário que tinha em nossa cidade, mas a loja fechou. Decidimos empreender na área, mas como não tínhamos muita noção na área administrativa, procuramos os especialistas e o material fez toda a diferença. Com a ajuda dos consultores, conseguimos criar uma marca mais sólida, com identidade própria e não associada a nosso antigo emprego”, explicou Vanessa.

Além de artigos de perfumaria e beleza, as empresárias pretendem ampliar o leque e oferecer serviços. O caminho teve suas dificuldades, o que é normal quando se trata de negócios, especialmente no início. Mas ela ressalta que o Sebrae sempre manteve o incentivo e deu força para que não desistíssemos. “Às vezes dá medo, vontade de desistir, mas com a ajuda deles fica mais fácil. Ligo no número 0800 disponibilizado pelo programa, tiro todas as minhas dúvidas, peço sugestões. O Sebrae é um apoio imprescindível”.

O gerente adjunto do Sebrae em Teixeira de Freitas, Enivaldo Piloto, ressaltou que os dois cases selecionados do Extremo Sul tiveram nota 100 e por isso conseguiram um tempo maior no vídeo em relação aos demais selecionados. “Para quem não segue ainda algumas regras básicas de gestão, como controle de caixa, essas orientações do programa fazem muita diferença. As duas empresas chamaram tanta atenção porque começaram a focar mais no cliente. Isso traz diversos impactos, como mudança no layout, fachada, reposicionamento, ação das redes sociais, implantação de novos produtos, mais controle financeiro para poder proporcionar tudo isso. E o vídeo que é preparado para contar essas histórias ajuda bastante, porque quando o próprio empresário dá seu depoimento, os demais absorvem muito melhor”.

Negócio a Negócio

Por meio do programa, um Agente de Orientação Empresarial realiza visitas na empresa e aplica um diagnóstico de gestão básica, abrangendo temas como finanças, operações e mercado. Em seguida, sugere soluções para melhoria do negócio. O empreendimento recebe atendimento especializado do Sebrae, com foco em gestão empresarial, de forma presencial, gratuita e continuada.

O Negócio a Negócio já atendeu mais de um milhão de empreendedores individuais e microempresas em todo o país. O programa começou no segundo semestre de 2009 e hoje é um dos instrumentos mais importantes do Sebrae para o atendimento presencial.

O grande diferencial do Negócio a Negócio é que ele vai até a empresa. Dessa forma, não há necessidade de o empresário ter a iniciativa de buscar o Sebrae ou se deslocar até um ponto de atendimento.

Mas os interessados podem procurar um ponto de atendimento do Sebrae ou ligar para  0800 570 0800 e solicitar uma visita do Negócio a Negócio. A visita pode ser solicitada mesmo por empresários que já foram atendidos pelo programa.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui