Em tempos de falta de combustível, confira algumas dicas para economizar

Em tempos de falta de combustível, confira algumas dicas para economizar. Foto Vrum

Com o sumiço dos combustíveis das bombas nos postos de abastecimento, é imprescindível ficar atento a alguns detalhes com o carro e a maneira de dirigir, visando a economia do líquido precioso

A crise do abastecimento de combustíveis dos últimos dias tem deixado muitos proprietários de carros em situação complicada, já que a maioria precisa do veículo para o trabalho ou para os deslocamentos diários. Além de estarem em falta nas bombas, gasolina, etanol e diesel estão com os preços elevados, exigindo uma reflexão sobre o que é possível fazer para economizar. Pensando nisso, elaboramos algumas dicas importantes que podem fazer os combustíveis durar um pouco mais no tanque de seu carro.

PESO MORTO – A economia de combustível deve começar pelos cuidados básicos com o carro. Algumas pessoas têm por hábito deixar coisas espalhadas pelo interior do veículo, como roupas, sapatos, livros, além de peças usadas substituídas na última revisão, cadeiras de praia e outros objetos esquecidos no porta-malas. Tudo isso é peso morto, que certamente vai influenciar no aumento do consumo de combustível. Portanto, evite carregar no carro coisas desnecessárias.

PNEUS CALIBRADOS – Pode parecer bobagem para muitas pessoas, já que poucos lembram de fazê-lo, mas a calibragem dos pneus é de extrema importância por vários motivos. Além de contribuir para a segurança e maior durabilidade dos pneumáticos, manter a pressão correta indicada pelo fabricante do veículo ajuda a economizar combustível. Dirigir com os pneus murchos aumenta a resistência à rolagem, deixando o carro mais pesado e exigindo mais do motor. Se a pressão do pneumático estiver 30% abaixo da recomendada pelo fabricante do veículo, o consumo pode aumentar em até 2,5%.

ALINHADO – Você não pode esquecer também que suspensão e direção desalinhadas aumentam a resistência à rodagem dos pneus, aumentando o consumo de combustível. Em condições normais, o alinhamento do conjunto suspensão/direção deve ser feito a cada 10 mil quilômetros. Mas se você trafega constantemente sobre estradas e ruas com pisos irregulares ou caiu com a roda do carro em uma das várias crateras comuns em nossas vias, é recomendado fazer o alinhamento para favorecer a boa dirigibilidade do veículo.

O AMIGO AR-CONDICIONADO – Ele pode aumentar o consumo de combustível em até 2%, principalmente nos dias mais quentes. Mas como as temperaturas estão mais baixas, evite ligar o ar e abra um pouco as janelas para ventilar, tentando preservar a segurança. Isso vai ajudar a economizar combustível. Já na estrada a situação é um pouco diferente, pois os vidros fechados contribuem para diminuir a resistência do ar, reduzindo o consumo.

TEM QUE ESQUENTAR? – Os motores atuais dispensam aquela velha prática de ter que esquentar por alguns minutos, com doses exageradas de aceleração. Para economizar combustível, basta ligar o carro, ajustar o cinto de segurança e os retrovisores e sair sem pisar fundo no acelerador. É claro que se o tanque estiver abastecido com etanol e o clima mais frio, é recomendável esperar a rotação do motor estabilizar em 1.000rpm. Mas sem acelerações desnecessárias.

DIRIGINDO – Ao sair com seu carro, evite acelerações bruscas. Procure acelerar uniformemente, pois isso reduz consideravelmente o consumo de combustível e o desgaste do motor. Acelerações fortes, com o giro do motor nas alturas, significa aumento no consumo.

TROCANDO MARCHAS – A maneira de dirigir influencia diretamente no consumo. É preciso ter sabedoria para fazer as trocas de marchas no tempo certo, evitando esticar muito a primeira e a segunda. O ideal é tentar manter as rotações do motor em uma faixa mais econômica. Deixe as marchas fortes para subidas íngremes, sem acelerar fundo, ou as use para fazer a função de freio-motor, evitando assim a famosa “banguela” (uso do ponto morto em uma descida), que na verdade não contribui para a economia de combustível e aumenta o desgaste do sistema de freio. Já o freio-motor diminui o consumo em propulsores com injeção e reduz o desgaste dos freios. De uma maneira geral, procure dirigir com marchas mais altas e rotações mais baixas. É a combinação perfeita para economizar combustível.

NÃO ESQUEÇA AS REVISÕES – Cuidar da manutenção do carro também ajuda muito na redução do consumo. Um filtro de ar muito sujo pode aumentar o consumo em 10%. O motor precisa trabalhar em condições ideais, com a queima da mistura ar/combustível na medida certa. Imagine o quanto é possível poupar num veículo com a manutenção em dia? O desleixo certamente vai custar caro no seu bolso.

Fonte: Vrum

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui