Dia D da campanha contra a gripe registra alto movimento nas Unidades Básicas de Saúde

Dia D da campanha contra a gripe registra alto movimento nas Unidades Básicas de Saúde. Fotos Ascom

Durante esta quarta-feira (24), A Prefeitura de Itabela, por meio da Secretaria de Saúde, promoveu o dia D da campanha de vacinação contra a gripe influenza em todas as Unidades Básicas de Saúde do município.

“Estamos promovendo essa campanha a fim de vacinar todo o público-alvo, que é formado por crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, pessoas com doenças crônicas, professores, puérperas, idosos e profissionais da saúde até o dia 31 de maio. É muito importante a adesão da campanha, pois estamos entrando no período do inverno, que abaixa a imunidade, propenso a aparecimento de infecções o e vírus da influenza está aí para causar patologias, gravidades e até morte, então é importante que público-alvo procure as unidades para estar se imunizando e se protegendo do vírus da influenza”, destacou a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Pollyana Sorte.

O Dia D registrou bastante movimento nas Unidades de Saúde com a procura da vacina contra a gripe influenza. “Ela é uma vacina de muita procura, todo mundo já fica na expectativa, quando entra janeiro todo mundo já vem à UBS perguntando sobre a vacina da gripe, e sempre é assim, muita correria, mas a gente já está acostumado com a demanda, e com certeza será um ano de muito sucesso para todos nós”, disse a técnica em enfermagem Elizete Santos, que atua há cerca de 11 anos na sala de vacina.

A população compareceu em grande quantidade para cuidar da saúde. “Meus filhos tem 3 anos, 2 anos e a mais nova tem quatro meses. A saúde dos meus filhos em primeiro lugar e a vacina está aí para ajudar todas as crianças”, frisou a dona de casa Edilândia dos Anjos, moradora do Assentamento Gildásio Barbosa.

É indispensável que a comunidade apresente os documentos necessários para ter acesso à imunização. “Somente a caderneta de vacinação. Os professores terão que apresentar também o contracheque, os trabalhadores de saúde o crachá e as puérperas devem trazer também o cartão de gestante”, pontuou a coordenadora.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui