Demolição da Cabana do Macuco se desdobra em protestos em Coroa Vermelha

Dona da barraca há 15 anos, Tatiane foi a primeira proprietária de barraca de praia da orla norte de Porto Seguro a conquistar a certidão de ocupação da área junto à Justiça Federal. Fotos: Reprodução/Whatsapp

Uma manifestação solidária acontecerá na tarde desta segunda-feira, dia 29, em Coroa Vermelha, no município de Santa Cruz Cabrália. Três dias após a demolição da Cabana do Macuco, na orla norte de Porto Seguro, defesa da proprietária busca retomar as obras de requalificação e quer indenização.

O protesto pede justiça e acolhe toda a classe. Situada em limite exato com Porto Seguro, a cabana não teria ainda autorização legítima para construção por parte de Cabrália. A grande revolta é devido à falta de diálogo antes da determinação de demolição.

A proprietária Tatiane Kurpan contou a’OSollo que havia feito um investimento de quase 150 mil reais nas obras do estabelecimento e que a entre de documentação estava ainda dentro de um prazo preestabelecido.

Entre estipulações de acordos e embargos sofridos, a advogada da cabana, Fernanda Salvatore, relatou à nossa Redação que já se passaram cerca de nove anos até que fossem equiparados interesses entre todos os órgãos, empresários e do meio ambiente.

A questão mais grave é a forma como se deu. […] De repente, sem oportunizar o diálogo, sob a alegação de que parte da cabana estava em seu município o prefeito determinou a demolição, que foi feita na madrugada“, comentou Fernanda.

A demolição foi na madrugada da última sexta-feira, 26 de outubro

Conforme Tatiane havia adiantado a’OSollo, o Ministério Público e a Justiça Federal já foram informados sobre o caso. Ela relatou que está tomando todas as medidas cabíveis para ser ressarcida.

O protesto de hoje está previsto para as 16 horas, na praia do Macuco.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui