Cresce número de eleitores baianos que possuem deficiência

Cristiane Venâncio nasceu com problemas de locomoção por causa de uma paralisia cerebral — Foto: Reprodução/TV Bahia

A Bahia tem 42.090 mil eleitores com deficiência aptos para as eleições de 2018, segundo informações divulgadas na terça-feira (25) pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-BA). O número é três vezes maior que o registrado em 2014, quando apenas 13.740 mil eleitores eram portadores de deficiência. Algumas pessoas passaram a integrar o grupo após sofrerem acidentes

De acordo com o TRE, o aumento no número de eleitores com deficiência é resultado de ações de incentivo desenvolvidas pelo órgão durante o recadastramento biométrico, ocorrido até maio deste ano.

Já a presidente da Associação de Deficientes Físicos da Bahia, Luiza Câmera, acredita que o número maior é parte de uma onda de reinserção deles na sociedade.

Eleitores com deficiência que participaram das eleições anteriores reclamam das dificuldades para acesso ao local de votação.

Contudo, o presidente do tribunal diz que o acesso dos deficientes está garantido em todos os locais de votação neste ano.

“Demonstrando que nós tínhamos condições de, no dia da eleição, atender ao pedido de um eleitor que se declarasse portador de necessidades especiais, de alguma deficiência, como corrimão, como rampas de acessibilidade e tantas outras situações que nós levantamos e que nós estamos aptos a atender esse eleitorado”, informou o desembargador José Rotondano.

Com informações: G1

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui