CRAS II do Castelinho realiza confraternização de fim de ano

CRAS II do Castelinho realiza confraternização de fim de ano. Fotos Ascom

Na tarde desta terça-feira, 18 de dezembro de 2019, o Centro de Referência em Assistência Social – CRAS II, no bairro Castelinho, reuniu todos os participantes do serviço de convivência em festejo ao período natalino e comemoração aos aniversariantes do segundo semestre do ano.

O evento aconteceu no espaço de convivência do CRAS II coordenado pela psicóloga Leiva Reuter e contou com a presença do secretário municipal de Assistência Social, Gilberto Santos, e do gestor do CadÚnico e do programa Bolsa Família, Vanderley Santos, que agradeceram pela finalização de mais um ano de trabalho e comemoraram junto aos usuários dos programas.

O secretário declarou que: “É muito gratificante ver tantas pessoas atendidas pelo CRAS II em um momento tão bonito de confraternização e alegria, me sinto muito honrado em ter tido a confiança do prefeito Temóteo Brito para administrar a pasta da Assistência Social. Fazer com que o serviço chegue a todos os usuários do programa de assistência social de forma eficaz é um legado que levarei para minha vida. Desejo um feliz natal e um próspero 2020 a todos!”, disse Gilberto.

De acordo com a coordenadora, Leiva Reuter, este é um momento de gratidão pelo desenvolvimento dos trabalhos realizados durante os últimos doze meses e também um momento que se pode perceber a evolução de cada pessoa que participou em 2019 das atividades realizadas pelo CRAS II.
“Hoje o serviço de convivência conta com oito grupos composto por moradores da área de abrangência que se encontram em situação de vulnerabilidade social, entre eles temos crianças, adolescentes e idosos que são assistidos e acompanhados pela nossa equipe através das oficinas socioeducativas e dos serviços sociais que acabam por abrir caminho para novas possibilidades na vida dessas pessoas”, esclareceu Leiva.

Segundo o secretário, Teixeira de Freitas conta hoje com quatro CRAS e esse equipamento é justamente a porta de entrada para os serviços de assistência social no município, pois é através deles que a população dos bairros pode fazer a inscrição no CadÚnico e a partir daí participar de programas como Bolsa Família, ID Jovem, Programa de Aquisição de Alimentos – PAA, Aluguel Social, Beneficio de Prestação Continuada – BPC e vários outros programas e atividades que existem para auxiliar essas famílias a sair dessa zona de vulnerabilidade social e diminuindo as diferenças de classe.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui