CPTF inaugura espaço de ressocialização para a ala feminina

Autoridades descerram a placa inaugural. Fotos Divulgação

Na última sexta-feira as 68 detentas do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF) foram contempladas com um espaço construído especialmente para que realizem as atividades laborativas, educacionais e de saúde dirigidas A obra é fruto de parceria entre CPTF, Poder Judiciário, Ministério Público Estadual e a ONG Ação Multifoco, conforme explicou o diretor do Conjunto Penal, tenente-coronel Osíris Cardoso.

Para o capitão Ramos, diretor de segurança prisional da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP), é um momento alegre e ímpar: “a nossa secretaria leva como nome Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização, e o nosso foco principal é a ressocialização dos nossos internos”, completando que espaços como inaugurado fomentam a real transformação do indivíduo e, assim, “certamente não retornem pela sua reincidência no mundo do crime”.

A sala é ampla e bem equipada

Tenente-coronel Osíris relata que, devido ao fato de o CPTF não ter sido, precipuamente, construído para o público feminino, há uma constante busca por adaptações “ e a gente sentia essa necessidade de procurar espaço adequado para que essas pessoas pudessem cumprir a sua pena de forma digna, oportunizando a essas meninas condições para estudar, trabalhar, aprender outras atividades e, principalmente, afastá-las do mundo do crime”, ressaltou.

O diretor citou o empenho da equipe do Conjunto penal, PM, Poder Judiciário e ONG Ação Multifoco: “Só foi possível reestruturar as instalações graças a uma equipe que colaborou muito”, todas parcerias imprescindíveis para a promoção da ressocialização dos internos de modo geral, e, agora, em especial, das internas, que terão uma escola – oportunidade de dar continuidade aos estudos e, ainda, se possível, reduzir a pena.

O coordenador de atividades laborativas e educacionais, Orlando Berbel Garcia Filho, um dos idealizadores das novas instalações, contou que foram nove meses para a conclusão da obra, “uma gestação”, e,  “hoje, estamos felizes pela sua realização”.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui