Covid-19: unidades básicas de saúde funcionarão com novo fluxo de trabalho

Covid-19: unidades básicas de saúde funcionarão com novo fluxo de trabalho. Foto: Ascom

A Prefeitura de Teixeira de Freitas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, vai implementar um novo fluxo de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Das 45 unidades, até o momento, 3 serão fechadas temporariamente para melhor controle e enfrentamento ao coronavírus. As Unidades Básicas de Saúde fechadas terão seus pacientes redirecionados para unidades de referência próximas.

Esta mudança no fluxo passa a valer a partir desta sexta-feira (05). Segundo o coordenador da atenção básica, Waldir Schmidt, isto faz parte do planejamento da SMS para realizar os atendimentos com mais segurança, tanto para as pessoas, quanto para os profissionais de saúde. E é importante destacar que os usuários do SUS não ficarão sem atendimento. Para cada uma das 3 unidades fechadas, outra estará realizando o atendimento dos pacientes.”, explicou o coordenador.

O secretário de saúde, Hebert Chagas, explica que os atendimentos nas 41 unidades que continuam abertas acontecem normalmente. “É importante entendermos este momento delicado em que estamos vivendo, e precisamos ter a sensibilidade para saber que os pacientes precisam continuar sendo assistidos, mas que mudanças se fazem necessárias para a segurança de todos”, disso o secretário.

Veja quais as unidades fechadas e qual unidade procurar para receber atendimento:
Kaikan Sul, FECHADA, pacientes devem ir à Unidade URBIS;

Bela vista 2, FECHADA, pacientes devem ir às Unidades Bela Vista 3 ou Vila Caraípe;

Vila Vargas, FECHADA, pacientes devem procurar a Tancredo Neves 2.

Atualmente algumas medidas foram adotadas para melhorar o fluxo de atendimento e dar mais segurança a todos. Veja algumas das mudança:

  • Suspender/adiar todas as atividades coletivas (reuniões intersetoriais, educação em saúde, atendimentos em grupos, atividades e procedimentos coletivos, mobilização social), promovidos pelas equipes que resultem em aglomeração de pessoas;
  • Avaliar e agendar as consultas/acompanhamentos de rotina e procedimentos eletivos, após avaliação de pertinência pela equipe e considerando a condição do usuário;
  • Priorizar o atendimento dos casos suspeitos e confirmados de COVID 19 e Síndrome Gripal, evitando a propagação da doença;
  • No caso de portadores de doenças crônicas (HAS e DIA), imunossuprimidos e crianças menores de dois anos deverão ser agendadas as consultas priorizando os pacientes descompensados e/ou com comorbidades, devido à maior vulnerabilidade dessa população;
  • Pacientes gestantes, puérperas, TBC e HAN manter agendamento de forma a evitar aglomeração;
  • Para pacientes acamados e idosos deverá ser considerada a análise clínica prévia e possibilidade de acompanhamento domiciliar;
  • Serviços que deverão ser ofertados: aferição de PA e glicemia para pacientes sintomáticos, renovação de receitas, troca de sonda, triagem neonatal e materna, curativo, vacina, administração e dispensação de medicamentos;
  • Coleta de preventivo: deverão ser agendadas priorizando faixa etária e os grupos de risco;
  • Programar a agenda com maiores intervalos entre as consultas, de modo a proporcionar um tempo maior para realizar a descontaminação dos ambientes. A limpeza e desinfecção dos consultórios deverão ser realizadas ao início e final de cada turno ou conforme necessidade;
  • Cirurgiões Dentistas: Suspender os atendimentos odontológicos eletivos, mantendo-se somente o atendimento de urgências odontológicas, e os mesmos auxiliarão no monitoramento dos casos suspeitos de COVID 19 e síndrome gripal;
  • Exames e Consultas Especializadas: priorizar solicitações apenas para diagnóstico e casos de urgência, evitando solicitações de rotina neste momento.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui