Consórcio Construir idealiza proposta de maior aproveitamento da mandiocultura junto aos municípios

Construir propõe atrair fábrica de processamento de derivados da mandiocultura. Fotos enviadas ao jornal OSollo

Com o intuito de atrair investimentos para a região Extremo Sul, o Consórcio Construir, representado pelo seu superintendente Fernando Becevelli, viajou ao Mato Grosso do Sul, no Centro-Oeste do país, para conhecer possibilidades de maior aproveitamento na área de mandiocultura.

Conforme relatado por Becevelli ao jornal OSollo, a mandiocultura no Extremo Sul está se tornando referência para toda a Bahia e outros estados. “Temos um grande potencial produtor de raízes com o apoio de diversos parceiros“, disse.

Viagem ao MS explora o dinamismo da produção

A gente percebe que tem espaço para pensar também na parte industrial, para processar essa mandioca. Não apenas produziremos material de mesa (farinha, goma etc.). Existem vários produtos industriais com esses derivados e estamos tentando prospectar uma fábrica para a região“, esclareceu Becevelli.

Com essa intenção, o 13 municípios do Extremo Sul podem receber o empreendimento, gerando, consequentemente, desenvolvimento regional através de um maior aproveitamento da raiz.

Proposta já é discutida com municípios

E acrescentou: “Fizemos uma proposta aos municípios e, junto ao engenheiro César, estamos conhecendo o funcionamento de uma fecularia. Visitaremos também uma fábrica de equipamentos e outros empreendimentos da área“.

Ao término da visita, será possível avaliar a viabilidade da proposta, mas, de acordo com o superintendente, tudo indica para resultados positivos.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui