Conferência Municipal de Assistência Social de Caravelas discute proteção social às famílias vulneráveis

Conferência Municipal de Assistência Social de Caravelas discute proteção social às famílias vulneráveis. Fotos: Ascom
Em pauta, o papel e a responsabilidade dos órgãos públicos com a política de combate às desigualdades sociais.
Os temas propostos convergiam no direito do povo e dever do Estado, com financiamento público para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social.
A palestra, apresentada por Fábio Pinheiro (assistente social), pautou a evolução das conferências passadas e a mudança nas políticas municipais, deixando de ser uma gestão assistencialista para promover a proteção do indivíduo.
Realizada na quinta e sexta-feira, dias 26 e 27 de agosto, no Colégio Claudionora Nobre de Melo, a 9ª Conferência Municipal da Assistência social reuniu representantes da sociedade civil e instituições públicas para discutir a melhoria do sistema de proteção social.
O evento teve caráter deliberativo, com a eleição de representantes do município na Conferência Estadual, a ser realizada em Salvador. Em representação à sociedade civil, Missionária Tânia Maria (titular) e Joelma Pinheiro (suplente). Já o poder público estará representado por Antônio Bita (titular) e Professor Marcos Antônio Lopes (suplente).
A Secretária de Assistência Social, Ayna de Souza Guirra, destacou que “participantes extraíram ao máximo o conteúdo da conferência, debatendo o tema central, com propostas de melhoria do sistema de proteção social”, disse.

Para o Prefeito de Caravelas, Silvio Ramalho, a conferência é “o ambiente com espaço efetivo de participação, controle social e de consolidação dos direitos sociais”, argumenta.

Comente!

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui